Argentina

Tomando um outro rumo

A Argentina continua no grupo dos países que iriam para a Copa do Mundo se as Eliminatórias terminassem hoje. Porém, apesar disso, o técnico Basile pediu demissão após a derrota por 1 x 0 para o Chile, que é comandado pelo seu compatriota Bielsa. Foi um resultado histórico, já que o adversário não ganhava da Argentina havia 24 partidas (dez empates e 14 derrotas). A AFA tentou convencer Basile a permanecer, mas não houve volta. Segundo Julio Grondona, presidente da entidade, o treinador lhe disse que renunciou por questões pessoais. Grondona, aliás, ficou surpreso com a decisão de Basile. O nome do substituto? Ainda é uma incógnita. Independentemente de quem for o escolhido, sua estréia ocorrerá em breve: no amistoso diante da Escócia, em Glasgow, no dia 19 de novembro.

Na opinião de Riquelme, os jogadores têm que assumir que são os culpados pela saída do comandante. O meia do Boca foi o artilheiro da Argentina nessa segunda passagem de Basile, com nove gols. E foi justamente na última partida do treinador que Riquelme desfalcou a Argentina pela primeira vez nas Eliminatórias. Já o vice-artilheiro Messi (oito gols) deu uma declaração bem diferente: “Faz tempo que a seleção não vem jogando bem e o mais necessário era uma troca”.

Basile teve 14 vitórias, oito empates e seis derrotas na segunda passagem pela seleção. Seu auge foi na Copa América de 2007, quando a Argentina ganhou seus primeiros cinco jogos e chegou à decisão. Já o pior momento aconteceu recentemente: entre junho e setembro, seus comandados obtiveram seis empates consecutivos. Comparando os dois ciclos do treinador na seleção, o primeiro foi melhor. A Argentina obteve 25 triunfos, 17 empates e seis derrotas entre 1991 e 1994.

Viatri afunda o River

River e Boca se enfrentaram mais uma vez e o Monumental de Nuñez foi o palco do clássico. Caso ganhassem do rival, os donos da casa sairiam da 18ª. posição, acabariam com uma série de sete partidas sem vitória no Apertura (quatro empates e três derrotas) e ficariam com mais ânimo para o decorrer do torneio. Porém, os Xeneizes não deixaram que esse sonho ocorresse e afundaram ainda mais o adversário. Agora, o River segura a lanterna da competição, junto com o Rosario Central. Cada um tem oito pontos. O Boca vive uma fase melhor: subiu para o quarto lugar, com 17 pontos.

Viatri, atacante do Boca, fez o único gol do confronto, aos 15 minutos do segundo tempo. Naquele instante, seu time já atuava com dez homens, pois o lateral-direito Ibarra havia sido expulso aos seis minutos da mesma etapa. Ibarra recebeu o cartão vermelho depois de insultar o auxiliar Ricardo Casas. Esta foi a quarta expulsão no Apertura de um jogador que enfrenta o River. Para os Millonarios, até agora não foi dado nenhum cartão vermelho.

Considerando todos os clássicos de 2008 entre estes rivais, o Boca venceu três e o River, um. Os triunfos do Boca foram conquistados no Pentagonal de Verão (2 x 0), no Clausura (1 x 0) e agora no Apertura. A única vitória do River apareceu na Copa Desafio (3 x 2). Para que Diego Simeone alcance Carlos Ischia nesse duelo particular, os Millonarios precisam derrotar os Xeneizes duas vezes na Copa Sul-Americana. Todavia, as equipes ainda não sabem se irá ocorrer esse cruzamento na competição continental. E Simeone também não sabe se continuará por muito tempo em Nuñez…

Um 3 x 3 e um 225

Em Sarandí, foi visto um dos jogos mais incríveis do Apertura. O Vélez abriu o placar aos 29 minutos do primeiro tempo, fez 2 x 0 no minuto seguinte e ampliou mais uma vez aos 33. Essa avalanche de gols, porém, não incomodou o Arsenal, que marcou seu primeiro gol aos 42 e o segundo aos 46. O empate, que antes parecia uma utopia, acabou se tornando uma realidade na etapa final. A equipe local chegou ao terceiro gol através do atacante Alejandro Gómez. Aliás, Gómez já havia feito o segundo gol do Arsenal. O Vélez, agora, é quinto colocado, com 16 pontos. Dois pontos abaixo encontra-se o Arsenal, que divide o sétimo lugar com o Estudiantes.

Uma curiosidade dessa partida foi a escalação do meia Zapata, ex-River, autor do terceiro gol do Vélez. Ele estava suspenso, devido à expulsão na rodada anterior, contra o San Lorenzo. Entretanto, conseguiu a liberação para jogar através do polêmico artigo 225, já citado nesta coluna em algumas ocasiões. O artigo é utilizado quando um atleta se machuca durante o período em que está na seleção de seu país. Foi o que aconteceu com Ponce, do Chile, no compromisso diante da Argentina, nas Eliminatórias.

A façanha do sexteto

Foi surreal a 11ª. rodada da segunda divisão. Dos seis primeiros colocados atualmente, cinco empataram. A outra equipe da lista é o Aldosivi, que era o líder isolado do campeonato e que perdeu por 2 x 0 para o Instituto, em Córdoba. O Aldosivi permanece na primeira posição, com 21 pontos, mas agora tem a companhia do San Martín. Fora de casa, o time de San Juan conseguiu um empate heróico diante do Tiro Federal: estava perdendo por 2 x 1, com um homem a menos, e igualou o placar aos 48 minutos da etapa final. O gol salvador foi de Ceballos, que havia deixado o banco aos 29 do mesmo tempo.

Abaixo dos dois líderes, temos quatro equipes com 20 pontos. Vamos começar falando sobre o Chacarita, que atuou como mandante no estádio do Ferro e empatou por 1 x 1 com o Atlético Tucumán. Seu gol foi anotado por Toledo, um dos artilheiros da competição, ao lado de Morales, do Quilmes. Durante 25 minutos, o confronto esteve interrompido devido à falta de energia elétrica.

No clássico de Córdoba, o Talleres empatou por 1 x 1 com o Belgrano e também chegou aos 20 pontos. Fechando o grupo dos times que possuem essa pontuação, temos Olimpo e Atlético Rafaela. Ambos tiveram desempenhos semelhantes na rodada, pois enfrentaram oponentes fracos e tiveram que se contentar com empates. Atuando contra o All Boys (hoje em 17° lugar), no estádio do adversário, o Aurinegro empatou por 1 x 1. E o Atlético recebeu o Almagro (hoje na 18ª. colocação, junto com o Platense) e empatou sem gols.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo