Argentina

Superclássico Boca x River teve mais água que futebol

O Superclássico teve pouco futebol e muita água em Buenos Aires. No estádio Monumental de Núñez, o Boca Juniors saiu em vantagem no primeiro tempo em um gol de bola parada, sofreu ao perder um jogador expulso em um pênalti que não aconteceu, e depois tomou o gol de empate na etapa final em uma falha do goleiro Orion. O empate por 1 a 1 foi o 60º na história. Mas futebol mesmo, os torcedores que foram ao estádio viram pouco. O próprio técnico do River Plate foi um dos que reclamou.v”Saio com uma bronca porque não se pode jogar futebol, lamentavelmente para o espetáculo”, declarou Marcelo Gallardo, técnico dos Millonarios. “Quando se pode jogar, tem que ser inteligente, tem que ganhar a área deles e aproveitar”, disse ainda o treinador.

LEIA TAMBÉM: Nos 50 anos de Mafalda, 11 tirinhas de Quino sobre futebol

O River, é bom lembrar, é o líder do Campeonato Argentino e era o favorito ao confronto. O gol, porém, foi do Boca em uma bola parada. Uma cobrança de falta para dentro da área, de muito longe, que terminou em finalização do zagueiro Lisandro Magallán. Um gol que acabou sendo fundamental no andamento do jogo. Porque o Boca conseguiu se defender com precisão em boa parte do jogo. E isso mesmo com um erro do árbitro, Marco Vigliano, que marcou pênalti de Gago em uma bola que não bateu na sua mão, mas foi bastante duvidoso e ele marcou. Pior: expulsou Fernando Gago, deixando o Boca com um a menos. Rodrigo Mora cobrou, mas mandou por cima. Veja o lance:

No segundo tempo, com o Boca retraído, o River pressionou como pode. Com o campo em estado lamentável, só restou uma pressão no chiveirinho, o que não deixa de ser uma enorme ironia quando se fala em tamanha chuva. O gol de empate veio dessa forma, mas contando com um erro da defesa do Boca. Cruzamento para a área que o jovem Germán Pazzella cabeceou, o goleiro Orion bateu roupa e deu rebote, e o próprio Pezzella, zagueiro de ofício, mas colocado no meio do ataque para tentar um gol de bola aérea, marcou.

O River continua invicto na disputa do Argentino, com 22 pontos. O Boca soma agora 14 pontos. A vantagem do River para o segundo colocado, Independiente, é de quatro pontos neste momento, com um jogo a mais disputado. O Boca é nono colocado.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador detectado

A Trivela é um site independente e que precisa das receitas dos anúncios. Considere nos apoiar em https://apoia.se/trivela para ser um dos financiadores e considere desligar o seu bloqueador. Agradecemos a compreensão.