Argentina

Só com europeus, Argentina é convocada para amistoso

Alejandro Sabella convocou 23 jogadores que atuam na Europa para o último compromisso da seleção principal da Argentina em 2012. A albiceleste enfrenta a Arábia Saudita, no dia 14 de novembro, em Riad. Sabella optou por não chamar jogadores que atuam no Brasil e na Argentina, já que ambos os campeonatos nacionais não param na próxima Data Fifa.

São dois estreantes na lista de Sabella: o goleiro Cristian Álvarez, do Espanyol, e o atacante Franco Di Santo, do Wigan. Outra novidade é o meio-campista Tino Costa, que tinha feito sua única aparição pela seleção em junho de 2011.

Destaque no Newcastle, Fabricio Coloccini também retorna à equipe nacional. A última vez que o zagueiro esteve em campo com a Argentina foi em agosto de 2010. Entretanto, o veterano já tinha ficado no banco de reservas no amistoso contra a Alemanha, em agosto.

O restante do time é estrelado pelo quarteto ofensivo composto por Lionel Messi, Sergio Agüero, Angel Di María e Gonzalo Higuaín. A Argentina lidera as eliminatórias da Copa do Mundo de 2014 e o time principal da seleção mantém dez jogos de invencibilidade – oito vitórias e dois empates.

Confira a lista de convocados:

Goleiros: Sergio Romero (Sampdoria-ITA), Mariano Andujar (Catania-ITA) e Cristian Álvarez (Espanyol-ESP);

Defensores: Hugo Campagnaro (Napoli-ITA), Pablo Zabaleta (Manchester City-ING), Marcos Rojo (Sporting-POR), Federico Fernández (Napoli-ITA), Ezequiel Garay (Benfica-POR), Luciano Monzón (Lyon-FRA) e Fabricio Coloccini (Newcastle-ING);

Meio-campistas: Fernando Gago (Valencia-ESP), Javier Mascherano (Barcelona-ESP), Angel Di María (Real Madrid-ESP), Augusto Fernández (Celta-ESP), Enzo Pérez (Benfica-POR), Tino Costa (Valencia-ESP), Ricky Álvarez (Internazionale-ITA) e Fabian Rinaudo (Sporting-POR);

Atacantes: Lionel Messi (Barcelona-ESP), Sergio Agüero (Manchester City-ING), Gonzalo Higuaín (Real Madrid-ESP), Eduardo Salvio (Benfica-POR) e Franco Di Santo (Wigan-ING).

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo