Argentina

Sete jogadores do Almirante Brown são presos por vandalismo

No último domingo, o Almirante Brown empatou com o Boca Unidos por 1 a 1 em jogo válido pela oitava rodada da B Nacional (segunda divisão). Após o jogo, alguns jogadores do elenco da Fragata foram dar um passeio pelas ruas da cidade de Resistencia, onde estavam hospedados.

Mas o passeio não acabou bem. Segundo a polícia local, sete jogadores, entre eles quatro titulares do time dirigido por Blas Giunta, acabaram presos, acusados de chutar os portões de algumas lojas e de destruir lixeiras públicas.

Os jogadores envolvidos na confusão foram: Germán Mandarino, Rodrigo Díaz, Mauro Marrone, José Luís García, Gabriel Gandarilla, Augusto Huerta e o capitão do time Daniel Bazán Vera.

Bazán Vera se defendeu das acusações em entrevista a uma TV local. “Quando estávamos voltando para o hotel, sem os documentos porque havíamos acabado de jogar, a Polícia nos interceptou e nos prendeu; colocaram a gente contra a parede”, denunciou o atacante.

E finalizou: “É tudo mentira o que disseram. Não chutamos portões nem quebramos nada. Não fizemos nada de errado na rua. Estivemos na delegacia e perdemos nosso voo. Fizeram um levantamento dos nossos antecedentes e não encontraram nada. Estávamos apenas rindo alto”. (FutebolPortenho.com.br)

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo