Argentina

Sem perder tempo, Tevez embarca em nova carreira e é anunciado como técnico do Rosario Central

Carlitos assumirá o cargo cerca de duas semanas depois de anunciar a sua aposentadoria dos campos de futebol

Carlos Tevez não perdeu tempo. Cerca de duas semanas depois de anunciar a sua aposentadoria dos campos, começou a nova carreira no banco. Nesta terça-feira, foi anunciado como o novo técnico do Rosario Central, um dia após aparecer nas tribunas do José Amalfitani para assistir à derrota por 2 a 0 para o Vélez Sarsfield.

A contratação não é exatamente um consenso. O técnico Ricardo Caruso Lombardi, atualmente sem clube e trampando como comentarista, questionou se Tevez fez algum curso de treinador, e cerca de 70 sócios do Rosario estão preparando um recurso judicial, com medo da influência que terá o empresário Christian Bragarnik, muito próximo de Tevez. “Apresentaremos um recurso para que se preserve o patrimônio do clube, para que se conheça o contrato com Tevez e Bragarnik e para que se convoque uma assembleia extraordinária”, afirmou um deles, o médico Jorge Kohen, segundo o Clarín.

A contratação de Tevez também desfalcará a administração pública de Buenos Aires. O principal nome da sua comissão técnica será Carlos Retegui, campeão olímpico com a seleção argentina masculina de hóquei de grama no Rio de Janeiro em 2016 e prata em Londres 2012 com o time feminino. Ele, porém, acabou de assumir a Secretária de Esportes, em janeiro, e precisará renunciar. Segundo o Olé, convocou uma reunião do seu gabinete para a manhã desta terça-feira.

Tevez também será acompanhado nessa nova empreitada pelos seus três irmãos, Diego, Miguel e Ariel, cercando-se de pessoas de confiança para tentar reverter o o mau começo de Superliga Argentina do Rosario Central, que soma uma vitória, um empate e duas derrotas. O ex-atacante parou de jogar efetivamente há mais de um ano, desde que deixou o Boca Juniors. Pode ter se preparado mais do que parece. Havia sugerido o desejo de se tornar técnico quando anunciou a aposentadoria.

Ele substituirá Leandro Somoza, que renunciou após apenas dez jogos no comando do Rosario Central, reclamando da falta de reforços e que não estava “no mesmo caminho esportivo” do clube. Foi sua primeira experiência como técnico principal, o que parece ser uma tendência no Gigante de Arroyito. Antes de Somoza, o comandante era Kily González, também um estreante que estava na base do clube em que se projetou e encerrou a carreira. E agora a nova aposta é ninguém menos do que Carlos Tevez.

Foto de Bruno Bonsanti

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.
Botão Voltar ao topo