Argentina

Santa rodada para o San Lorenzo

Os resultados da 13ª. rodada do Clausura foram excelentes para o San Lorenzo. As duas equipes que estavam liderando foram derrotadas e o Ciclón conseguiu os três pontos. Agora, o San Lorenzo divide a primeira posição com ambas: Estudiantes e River.

A série de oito partidas sem derrota do Estudiantes na competição (cinco vitórias e três empates) chegou ao fim diante do Argentinos Juniors. Na casa do adversário, o time de La Plata perdeu por 2 x 1. O técnico Sensini, do Estudiantes, poupou vários atletas considerados titulares, pensando no próximo compromisso da Libertadores.

O River foi a La Bombonera para disputar o superclássico e saiu de lá com uma derrota pela contagem mínima. Battaglia fez o gol dos Xeneizes, que agora estão um ponto atrás dos líderes. Em torneios nacionais, o Boca não vencia seu principal adversário havia cinco partidas (três empates e duas derrotas). A queda foi a segunda consecutiva dos Millonarios – no último dia 30, perderam para o San Lorenzo na Libertadores. Trata-se de um fato inédito para o River desde que Simeone foi contratado.

Falando em técnico, Carlos Ischia, do Boca, defendeu o atacante Palacio depois do confronto, pois o atleta foi criticado por ter desperdiçado várias chances de gol: “É um jogador importantíssimo para nós. Todos se fixam nos gols que perdeu, mas de um escanteio que ele conseguiu veio o gol de Battaglia. É um jogador que sempre soma”.

Atuando em La Plata, o San Lorenzo ganhou do Gimnasia por 2 x 1, de virada. No lance do primeiro gol do Ciclón, D’Alessandro chutou, a bola se chocou com a trave e, depois, bateu nas costas do goleiro Kletnicki. Depois, no lance do segundo gol, o mesmo Kletnicki voltou a dar sua contribuição. Entretanto, desta vez não houve azar. Houve falha. O goleiro espalmou um chute de Bergessio nos pés de Romeo, que balançou a rede.

Rosario Central, Racing e a rabeira

O Racing até ofereceu trabalho para o Rosario Central, mas acabou perdendo no Gigante de Arroyito. Essa partida teve enorme significado, pois ambas as equipes estão tendo pesadelos com o ranking do rebaixamento. Devido ao resultado, houve uma mudança importante nessa classificação: os Canallas deixaram a zona de repescagem e a Academia fez o caminho inverso. Foi um dia excelente para Leonardo Borzani, que completou 100 jogos pelo Central.

A etapa inicial foi uma alegria só para o torcedor visitante. Primeiro, aos 34 minutos, o goleiro Navarro defendeu uma cobrança de pênalti de Vizcarra. Já aos 43, o Racing abriu o placar, graças a um gol contra de Raldes. A reação dos donos da casa começou aos 32 minutos do segundo tempo, com um gol de…Vizcarra. Seis minutos depois, ocorreu a virada. O gol foi marcado por Damián Díaz, que havia entrado em campo aos 29 minutos da mesma etapa. Quem saiu para sua entrada foi o ‘vilão’ Raldes. A partida, bastante movimentada até o gol de Diaz, continuou sendo espetacular.

Sava empatou aos 42 e, desta maneira, chegou ao terceiro gol na competição. Apesar do baixo número de gols, Sava é o artilheiro do Racing no Clausura. Fazia tempo que o atacante não deixava sua marca no torneio: seus dois gols anteriores haviam sido anotados nas duas primeiras rodadas. Aos 45, porém, o capitão do Central, Kily González, colocou seu time em vantagem novamente.

Não bastasse a terrível derrota, o elenco do Racing viveu um outro drama. Gonzalo García levou uma bolada no rosto aos seis minutos primeiro tempo e sofreu uma comoção cerebral. O atleta, substituído em seguida por José Schaffer, teve que ser internado em um hospital de Rosario e foi observado pelos médicos durante duas horas. No mesmo dia, recebeu alta.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo