Argentina

River Plate divulga novos detalhes da reforma do Monumental, com destaque aos setores mais próximos do campo

River Plate promete 81 mil lugares no Monumental depois da reforma, incluindo setores em pé

O Monumental de Núñez possui uma mística ao seu redor, pela grandiosidade e pela importância. Porém, existe uma discussão antiga sobre o ambiente dentro de campo. Com as arquibancadas mais distantes, mesmo as festas mais intensas dos millonarios não geram a melhor das impressões. Por isso, o River Plate lançou em agosto de 2020 um projeto que visa modernizar o Monumental, ampliar sua capacidade e também trazer os torcedores para mais perto do gramado. Nesta quinta-feira, o clube divulgou novos detalhes sobre a reforma do estádio.

A promessa do River Plate é contar com o “maior estádio da América do Sul”, com 81 mil espectadores. Para tanto, novos setores serão construídos nas proximidades do campo, inclusive com espaços para torcedores em pé atrás dos gols. Desde o anúncio do projeto em 2020, o clube confirmava que as pistas de atletismo deixariam de existir. Segundo a estimativa dos millonarios, serão 57,7 mil cadeiras e 23,3 mil lugares na geral. Acontecerão outras melhorias, com a criação de camarotes, restaurante e a ampliação dos estacionamentos.

Outras mudanças sensíveis acontecerão no campo. O gramado será rebaixado, o que auxiliará também na visibilidade das novas tribunas. Além disso, todo o solo vem sendo modificado, com um sistema híbrido de grama que segue o padrão de alguns estádios europeus. A ideia é garantir mais qualidade e permitir mais horas de uso, com menores gastos de manutenção.

As obras no Monumental ocorrem há meses, sem que isso interfira na realização de partidas. Com isso, parte da renovação já está em estágio adiantado. Os novos setores de arquibancadas deverão ser construídos nas próximas etapas das obras. Também haverá uma mudança significativa nas cores. O cinza original do Monumental será representado em diferentes tons, com o tricolor do escudo do River Plate restrito a detalhes.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo