Argentina

Ruim para os dois: Independiente e River Plate empatam em Avellaneda e podem perder posições no Grupo A do Argentino

Em jogo brigado e fraco tecnicamente, River Plate sai na frente com Borja, mas Independiente corre atrás e busca empate

O Estádio Libertadores de América, em Avellaneda, recebeu neste sábado (9), o jogo entre Independiente x River Plate, válido pela 10ª rodada da Copa da Liga Argentina. Os visitantes saíram na frente, com Miguel Borja, mas os donos da casa buscaram o empate. Gabriel Ávalos deixou tudo igual ainda no primeiro tempo e o 1 a 1 permaneceu até o apito final.

Com o empate, o River Plate foi a 18 pontos e manteve a liderança do Grupo A. Contudo, vale destacar que os Millonarios correm o risco de perder tal posto, já que tanto Argentinos Juniors quanto Instituto de Córdoba ainda jogam na rodada. Ambos somam 17 pontos e, caso vençam seus compromissos, ultrapassam o River na tabela. A equipe comandada por Martín Demichelis volta a campo já nesta quarta-feira (13), quando enfrenta o Estudiantes, pela final da Supercopa Argentina.

O Independiente, por sua vez, também chegou a 18 pontos. Mas em virtude dos critérios de desempate, fica na vice-liderança do Grupo A. Assim como o River Plate, o Diablo Rojo pode perder posições para Argentinos Juniors e Instituto de Córdoba. Na próxima rodada (11ª), os comandados de Carlos Tévez encaram o Deportivo Riestra, fora de casa. A bola rola na sexta-feira (15), a partir das 16h30 (horário de Brasília).

Borja abre o placar, mas Independiente mostra que também tem um camisa 9 matador e busca empate

Chutões, erros de passe e marcação forte. O início de Independiente x River Plate foi mais brigado do que jogado e nenhuma equipe se sobressaiu nos primeiros minutos de jogo. Com duelos pegados e intensa disputa física (sobretudo no meio-campo), a partida era dura de assistir. A incapacidade de colocar a bola no chão e organizar tramas ofensivas chamou atenção em ambos os times. Os donos da casa, ao menos, tentavam chegar na base de lançamentos longos e cruzamentos na área. O River nem isso…

A equipe visitante esbarrou no sólido bloqueio defensivo do Independiente e encontrou muita dificuldade para produzir no ataque. Martín Demichelis, treinador dos Millonarios, se mostrava preocupado com a atuação irreconhecível do time e, da área técnica, chegou a gritar contra seus jogadores. Parece ter dado certo. Aos 22′, literalmente na primeira chegada do River, Miguel Borja, que mal tinha tocado na bola, iludiu a marcação de Sporle, encheu o pé de fora da área e abriu o placar. O arremate do ex-atacante do Palmeiras contou com desvio no meio da caminho e matou o goleiro Rodrigo Rey.

O Independiente, que era melhor na partida, não desanimou após o gol marcado por Borja e tratou de buscar o empate antes do término do primeiro tempo. Em troca de passes rápida e envolvente, Mauricio Isla foi acionado no lado direito da área, levantou a cabeça e cruzou rasteiro, buscando Gabriel Ávalos. O camisa 9 se antecipou à marcação e completou para as redes.

Quase nada aconteceu no 2º tempo e o 1 a 1 se manteve

O River Plate voltou melhor do intervalo e tomou a iniciativa na etapa complementar. A equipe de Demichelis controlou a posse de bola e girava o jogo no campo de ataque, na tentativa de desmontar as linhas do Independiente e voltar à frente no placar. A joia Claudio Echeverri ficou perto de conseguir isso. O jovem meio-campista de 18 anos, já vendido ao Manchester City, arriscou finalização colocada, de fora da área, e a bola raspou o travessão.

Não demorou muito para o Independiente igualar as ações e ‘voltar' para o jogo. Os donos da casa absorveram a pressão do River e tomaram as rédeas da partida nos minutos finais. Armani impediu a virada ao defender chute forte de Alex Luna e Gabriel Ávalos sofreu pênalti claro, não marcado pela arbitragem. E terminou assim. O 1 a 1, como citado, não beneficia ninguém. O Independiente não ultrapassou o River na tabela, enquanto os Millonarios podem perder a liderança ainda nesta rodada.

Estatísticas de Independiente 1 x 1 River Plate – Copa da Liga Argentina 2024

  • Posse de bola: 47% x 53%
  • Faltas: 15 x 13
  • Finalizações: 12 x 8
  • Finalizações no gol: 3 x 3
Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Apaixonado por futebol, uniu o amor pelo esporte mais popular do mundo ao jornalismo. Carioca da gema e grande entusiasta da Premier League, cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na música, vai de Post Malone a Armandinho. Eclético assim como na área técnica. Afinal, Guardiola e Mourinho são suas referências.
Botão Voltar ao topo