Argentina

Flashback argentino na China

Austrália e Sérvia foram dois dos adversários da Argentina na primeira fase da Olimpíada. Depois, a seleção ‘albiceleste’ conseguiria uma vitória por 3 x 0 na semifinal e outra por 1 x 0 na decisão. Além do título conquistado, um aproveitamento de 100%. Essas informações, curiosamente, servem para as campanhas da Argentina em 2004 e 2008. O único jogador que esteve em ambas é Mascherano. Aliás, o 'jefecito' é o primeiro atleta argentino a faturar duas medalhas de ouro olímpicas.

Dos 19 jogadores que conquistaram o título neste ano, apenas cinco ainda não haviam sido campeões pela Argentina – considerando todas as competições organizadas pela CONMEBOl e pela FIFA. Sabendo que havia o limite de três atletas com mais de 23 anos, podemos concluir que a Argentina continua colhendo os frutos do bom trabalho feito nas divisões de base. Pareja, Monzón, Sosa, Buonanotte e Lavezzi são os que comemoraram pela primeira vez.

Muita gente diz que a Argentina, na semifinal, quebrou o longo tabu diante do Brasil em fases eliminatórias (quartas-de-final da Copa América de 1995, quartas-de-final da Copa América de 1999, final da Copa América de 2004, final da Copa das Confederações de 2005 e final da Copa América de 2007). Não é verdade, pois esse tabu envolve apenas as seleções principais. E se considerarmos todas as categorias, vamos ver que a Argentina, por exemplo, se deu bem contra o Brasil na semifinal do Mundial sub-20 de 2005. A Nigéria, sim, estava ‘entalada’. Afinal, havia vencido a Argentina na decisão da Olimpíada de 1996.

Vários nomes campeões na China foram convocados para os dois próximos compromissos da seleção principal. As partidas serão válidas pelas Eliminatórias da Copa do Mundo (dia 6, contra o Paraguai, no Monumental de Nuñez, e dia 10, contra o Peru, em Lima). Confira a lista dos jogadores que atuam no exterior e que foram chamados por Alfio Basile:
Goleiros: Abbondanzieri (Getafe-ESP), Carrizo (Lazio-ITA) e Romero (AZ-HOL).
Defesa: Zanetti (Internazionale-ITA), Zabaleta (Espanyol-ESP), Burdisso (Internazionale-ITA), Gonzalo Rodríguez (Villarreal-ESP), Demichelis (Bayern de Munique-ALE), Coloccini (Newcastle-ING) e Heinze (Real Madrid-ESP).
Meio-campo: Mascherano (Liverpool-ING), Gago (Real Madrid-ESP), Cambiasso (Internazionale-ITA), Di María (Benfica-POR) e D’Alessandro (Internacional).
Ataque: Messi (Barcelona-ESP), Tevez (Mancheste United-ING), Agüero (Atlético de Madrid-ESP) e Lisandro López (Porto-POR).

No último jogo que disputou, em 20 de agosto, a seleção principal argentina enfrentou a Bielorrússia, em Minsk. Nenhum gol foi marcado neste confronto, que foi o primeiro na história entre as duas equipes. Se levarmos em consideração o fato de que a Bielorrússia terminou na quarta colocação do grupo 7 nas Eliminatórias da Euro 2008, o resultado foi ruim para a Argentina.

Tigre ganha companhia

O Colón pode ser considerado o time da terceira rodada do Apertura. Sua vitória diante do Rosario Central, fora de casa, foi a única de uma equipe visitante nos dez jogos disputados. Além disso, o Colón chegou à liderança da competição, onde também se encontra o Tigre. Ambos têm sete pontos.

Pelo jeito, nesta temporada o Colón não ficará tendo pesadelos. Na temporada passada, o time de Santa Fe ficou muito perto de disputar a repescagem e só conseguiu a salvação na rodada final do Clausura, quando ganhou do Racing pela contagem mínima.

Aguilar foi o autor do único gol da partida entre Central e Colón. Quem também teve um motivo adicional para sorrir foi o atacante Esteban Fuertes, de 35 anos. Como atleta da Universidad Católica-CHI, ele passou por uma cirurgia nos ligamentos do joelho direito em dezembro passado e ainda não havia disputado nenhum jogo neste ano. Fuertes, que entrou em campo aos 36 minutos do segundo tempo, é o maior artilheiro do Colón na era profissional do futebol argentino. Os gols que o levaram a esse recorde foram anotados nas duas passagens anteriores que teve pelo clube: entre 1997 e 1999 e no ano 2000.

Um ponto é pouco

Racing e Estudiantes dividem a lanterna do Apertura. Isso é uma surpresa para o time de La Plata, que vem fazendo boas campanhas recentemente: foi campeão do Apertura 2006, terceiro colocado no Clausura 2007 e terceiro colocado no Clausura 2008 – empatado em número de pontos com o Boca, vice-campeão. Para o Racing, a má fase já faz parte de sua rotina há algum tempo. Quem não se lembra do sufoco que a Academia viveu na temporada passada para ficar na divisão principal?

O Racing obteve seu primeiro ponto no Apertura no último domingo, em seu estádio. E foi um ponto que vale muito, devido a dois motivos: o adversário era o seu rival Independiente e o gol que garantiu o empate aconteceu aos 44 minutos da etapa final. O gol do Racing, feito por Sosa, foi o primeiro da equipe no torneio. Aliás, o Racing é o dono do ataque menos eficaz da competição, junto com o Newell’s (um jogo a menos) e o Huracán. Já o Estudiantes perdeu por 3 x 0 para o San Lorenzo, fora de casa. Enquanto o Racing se preocupa com seu ataque, o Pincha tem dores de cabeça com sua defesa. Já são oito gols sofridos, mesmo número alcançado pelo Gimnasia Jujuy. Ninguém é pior que os dois nesse quesito.

Em breve: líder x artilheiro

Encerrada a terceira rodada da segunda divisão, somente uma equipe tem 100% de aproveitamento: o Belgrano. Sua última vítima foi o Los Andes. Atuando em casa, o Belgrano venceu por 4 x 0, mas conseguiu abrir o placar somente na etapa final.

O Independiente de Mendoza, time de Ortega, será o próximo adversário do Belgrano. Em seu último compromisso, o Independiente obteve mais um empate. Desta vez, contra o All Boys, no estádio do oponente. É o seu terceiro empate na competição. Falando no número ‘três’, temos que citar Tonelotto, autor do gol do Independiente nesta partida. O atacante tornou-se o artilheiro isolado da segunda divisão (três gols).

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo