Argentina

Final da Copa da Liga Argentina pode consagrar brasileiro ou carrasco do Cruzeiro

Estudiantes, de Enzo Pérez, e Vélez Sarsfield, do brasileiro Lenny Lobato, disputam final da Copa da Liga Argentina

As competições do futebol argentino podem ser um tanto confusas para o público de fora, especialmente o brasileiro. A primeira divisão tem 28 clubes, um número considerado altíssimo em qualquer lugar do mundo, e decisões da Associação do Futebol Argentino (AFA) tornam a competição menos atraente, como ter virado a mesa no meio da edição de 2023 e diminuir o número de rebaixados. Ao menos, nos últimos anos, se estabeleceu que no primeiro semestre da temporada seria disputado o Campeonato Argentino, e no segundo, a Copa da Liga.

Em 2024, inverteu-se a ordem e a Copa da Liga Argentina foi disputada primeiro, e a decisão entre Estudiantes e Vélez Sarsfield está marcada para este domingo (5), a partir das 15h30 (horário de Brasília), com transmissão do streaming Star+. Para esquentar a final, disputada em jogo único no Estádio Único Madre de Ciudades, a Trivela traz duas histórias interessantes em caso de título dos Pincharratas ou do El Fortín.

No Vélez, brasileiro pode ganhar primeiro título

Não há muitas caras conhecidas no Vélez treinado pelo boliviano Gustavo Quinteros. Provavelmente, o nome que mais chama atenção do público brasileiro seja do atacante Braian Romero, ex-Internacional e Athletico-PR. Muita gente talvez nem saiba que há um brasileiro no elenco, inclusive o único da elite do futebol argentino. Trata-se do jovem Lenny Lobato, de 23 anos, nascido em Búzios, no Rio de Janeiro, mas formado no esporte no país vizinho. Mesmo saindo do banco, ele foi o responsável por converter o pênalti decisivo para classificação na semifinal contra o Argentinos Juniors, vencida por 4 a 2 após o 0 a 0 no tempo normal.

Apesar de ter a responsabilidade da cobrança decisiva, o atacante não é titular. Nesta Copa da Liga jogou apenas 14 vezes (3 como titular), com média de 34 minutos em campo e dois gols marcados.

O grande destaque do time comandado por Quinteros é o meia Claudio Aquino, ex-Fluminense, autor de cinco assistências e um gol. Outro em boa fase, o centroavante Romero, artilheiro da equipe com seis tentos, está suspenso para decisão porque foi expulso na semi.

Para chegar a final, a equipe superou um início irregular após abrir a competição com um empate e duas derrotas – uma delas um 5 a 0 para o River Plate. Após isso, perdeu apenas mais uma vez, vencendo oito e empatando outras quatro.

Decacampeão argentino, o clube de Buenos Aires quer quebrar um tabu de 10 anos sem um título, desde a Supercopa Argentina de 2014.

Enzo Pérez voltou ao Estudiantes e pode ser campeão nos primeiros meses

“O último herói do Mineirão está de volta em casa”, foi assim que o Estudiantes anunciou o retorno de Enzo Pérez ao clube em janeiro desse ano. A frase é uma referência ao título da Libertadores de 2009, conquistado em cima do Cruzeiro com o meio-campista dentre os titulares.

Passados 15 anos, Enzo, que construiu carreira na Europa, voltou para Argentina para ser ídolo no River Plate, time que é torcedor declarado e considera uma de suas primeiras casas no futebol. E mesmo tão experiente, foi titular em 12 das 18 partidas na campanha, sendo o primeiro homem de meio-campo, responsável pela marcação, mas também por dar qualidade na saída de bola.

Mas o time não vive só de Pérez. O experiente elenco conta com outros nomes conhecidos na Europa, casos de Guido Carrillo, Pablo Piatti e José Sosa, todos com participação na boa campanha que construída. Com um trabalho a mais tempo do técnico Eduardo Dominguez, os Pincharratas entram como favoritos na decisão. Depois de superar facilmente o Barracas por 3 a 0 nas quartas de final, o Estudiantes suou na semi contra o Boca Juniors, avançando apenas nos pênaltis.

Foto de Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius é nascido e criado em São Paulo e jornalista formado pela Universidade Paulista (UNIP). Escreveu sobre futebol nacional e internacional no Yahoo e na Premier League Brasil, além de eSports no The Clutch. Além disso, atuou como assessor de imprensa no setor público e privado.
Botão Voltar ao topo