Argentina

Em meio a má fase, presidente do Boca nega que renunciará

A derrota por 3 a 0 para o Colón, que deixou o Boca Juniors na 19ª posição do Torneio Clausura, causou a demissão do técnico Abel Alves, terceiro treinador utilizado pelos Xeneizes na temporada. No entanto, o presidente do clube negou que irá renunciar, mesmo reconhecendo a má fase.

Em entrevista à emissora de rádio La Red, Jorge Amor Ameal alegou: “Não penso em renunciar, mas acreditamos que esta situação se reverterá. Se eu não puder revertê-la, seria o primeiro a sair do clube, pois sou o primeiro a querer bem ao Boca. Quem não se dá conta do momento por que passa a instituição está inconsequente, mas creio que iremos adiante.”

Sobre o novo comandante boquense, Ameal levantou a hipótese de Diego Cagna, ex-jogador do clube, que passou pelo Tigre. Segundo o presidente, o projeto de Cagna “está sendo avaliado”.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo