Argentina

Com um golaço de Gabriel Hauche, Racing confirma hegemonia recente no clássico de Avellaneda

O atacante acertou uma bicicleta (meia-bicicleta, talvez?) no começo do primeiro tempo e garantiu a quinta vitória do Racing nos últimos seis jogos contra o Independiente

O Racing mostrou mais uma vez quem manda em Avellaneda neste momento. Com um golaço de bicicleta do atacante Gabriel Hauche, e com direito a um pênalti perdido, derrotou o Independiente por 1 a 0 neste domingo pela sétima rodada do Campeonato Argentino, a sua quinta vitória nos últimos seis clássicos.

Os donos da casa começaram com tudo a partida no Cilindro. Logo aos oito minutos, Tomás Chancalay deu uma cabeçada venenosa da entrada da área, buscando o canto do goleiro Sebastián Sosa, que fez uma boa defesa, espalmando para escanteio. Na cobrança, houve um desvio na marca do pênalti que levou a bola para Hauge, pela esquerda da grande área. Ele nem hesitou: virou uma bicicleta baixa e colocou a bola na rede.

Aos 19 minutos, Emiliano Vecchio recolheu o toque de cabeça de Enzo Copetti e entrou driblando dentro da área. Foi derrubado claramente por Joaquín Luso. Copetti mandou o pênalti na trave. O Independiente respondeu na bola área, mas Hauge teve outra boa oportunidade, em um lançamento longo. Parou nas mãos de Sosa com uma finalização fraca.

No começo do segundo tempo, Leandro Fernández, que havia sido atingido pelo que parece ser um sinalizador atirado das arquibancadas ao gramado, desviou cobrança de escanteio na primeira trave, com muito perigo. Ele entrou ainda no primeiro tempo, no lugar de Damián Batallini, absolutamente possesso ao ser substituído por Eduardo Domínguez antes do intervalo.

O Independiente atacou mais no segundo tempo, mas não chegou a criar oportunidades muito claras de empatar e não conseguiu evitar mais uma derrota para o Racing, o quarto colocado do Campeonato Argentino, com 13 pontos. O Independiente está lá embaixo, em 20º, com apenas sete.

.

.

Standings provided by SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo