ArgentinaLibertadores

Caso múltiplo de doping abala o River Plate e põe em xeque a campanha na Libertadores

O River Plate enfrentou um terremoto em seus bastidores durante as últimas horas, colocando em xeque as suas pretensões na Copa Libertadores. A Conmebol informou que dois jogadores de seu elenco foram pegos no exame antidoping, pelo uso de hidroclorotiazida – composto diurético, que pode servir para mascarar a presença de outras substâncias ilegais. Lucas Martínez Quarta e Camilo Mayada falharam nos testes realizados depois do jogo contra o Melgar, em 18 de maio. E o clube teme que mais atletas tenham sido flagrados, sob a suspeita de que um suplemento alimentar usado há três anos foi adulterado. Sebastián Driussi também teve seu nome citado pela imprensa argentina, embora os Millonarios não confirmem oficialmente.

Em nota, o River Plate falou sobre o episódio e declarou que está tomando as medidas cabíveis. “A instituição se encontra trabalhando para compreender a situação de maneira integral. Por tal motivo, reforça com veemência a suposição de uma contaminação de alguns produtos utilizados habitualmente como suplementação. Neste sentido, começamos uma exaustiva análise de todas as mostras com o Departamento de Toxicologia e Farmacologia da Faculdade de Medicina da Universidad de Buenos Aires, à espera de encontrar a fonte e a origem da contaminação”, anunciou o clube.

Vice-presidente da Comissão Médica da Conmebol, Donato Villani também declarou suas suspeitas quanto ao caso. “Tendo em conta a experiência do corpo médico do River, isso tem que ser uma contaminação de um suplemento dietário. É evidente. Se isso for comprovado e demonstrado que o produto estava contaminado, a sanção pode ser reavaliada”, apontou, em entrevista ao jornal La Nación. Além do lote do suplemento, que poderia estar adulterado, também há suspeitas sobre o laboratório que realizou as análises.

Provisoriamente, os jogadores do River Plate estão suspensos. Segundo o regulamento da Conmebol, poderiam pegar um gancho de até um ano. Além disso, se múltiplos membros do elenco forem flagrados, o próprio River Plate pode ser sancionado, em pena que inclui em maior grau a desclassificação da competição. O clube solicitou a contraprova a ambos os jogadores.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo