Argentina

Argentina derrota Nigéria e conquista medalha de ouro em Pequim

Com passe de Messi e gol de Di Maria, Argentina vence e conquista a sua segunda medalha de ouro consecutiva no futebol masculino em time que reuniu craques

A Argentina conquistou o bicampeonato olímpico. Na madrugada deste sábado, a Albiceleste derrotou a Nigéria por 1 a 0 no estádio Ninho de Pássaro, em Pequim, e ficou com a medalha de ouro. A equipe se vingou de Atlanta-1996, quando perderam o título da competição para os nigerianos.

Sob um sol forte (a partida teve início às 12h, no horário local), as duas equipes preferiram poupar o fôlego. Cada uma teve uma chance para marcar. A melhor delas foi da Nigéria: aos 34 minutos, Isaac dominou um cruzamento que passou pela área, mas finalizou sem força e facilitou a defesa do goleiro Romero.

No finalzinho, a Argentina ameaçou com Monzón. Ele arriscou um chute de longe e a bola passou perto da trave direita do goleiro Vanzekin. Na segunda etapa, os argentinos chegaram ao gol da vitória aos 13 minutos.

Em falha de marcação da defesa nigeriana, Messi tocou para Di Maria, que só teve o trabalho de tirar de Vanzekin para ir às redes. A Nigéria buscou o empate e quase conseguiu marcar em duas finalizações. Na primeira, aos 20 minutos, Anichebe desviou de carrinho e a bola passou perto da trave. Dez minutos depois, Romero, bem colocado, defendeu a conclusão de Anichebe.

A Argentina havia conquistado sua primeira medalha de ouro no futebol masculino nos Jogos Olímpicos de Sidney, em 2004. Em Pequim, o bronze ficou com o Brasil, vencedor do duelo com a Bélgica por 3 a 0, nesta sexta-feira.

A Trivela.com decidiu publicar este conteúdo sobre o torneio olímpico de futebol porque entende que seus leitores não podem ser privados de informações sobre uma competição importante. Contudo, a Trivela condena categoricamente o regime chinês e entende que é um absurdo o Comitê Olímpico Internacional se curvar à pressão econômica de uma ditadura que não respeita os direitos humanos, liberdade de imprensa e meio-ambiente. Saiba mais sobre os crimes cometidos visitando os sites dos Repórteres sem Fronteiras e da Anistia Internacional.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo