Argentina

Após duas derrotas, Rosario Central de Tevez finalmente consegue sua primeira vitória

Com um jogador a mais desde o primeiro tempo, e grande atuação do garoto Buonanotte, o Rosario venceu o Sarniento por 1 a 0

Carlos Tevez conseguiu sua primeira vitória como técnico de futebol. Na noite da última sexta-feira, o Rosario Central contou com uma expulsão, aos 30 minutos do primeiro tempo, e com uma grande partida do garoto Facundo Buonanotte, de apenas 17 anos, para bater o Sarniento por 1 a 0, abrindo a sétima rodada do Campeonato Argentino.

O primeiro trabalho de Tevez com a prancheta havia começado com derrotas para Ginmasia e Aldosivi, piorando um pouquinho a situação do Rosario Central. A vitória sobre o Sarniento foi apenas a sua segunda da temporada da liga argentina, e o clube ainda é 20º colocado entre os 28 participantes. Mas pelo menos deu a Tevez seus primeiros três pontos.

O destaque foi Buonanotte, não apenas pelo gol da vitória, uma cabeçada entre os zagueiros após cruzamento de Walter Montoya, mas também por uma série de jogadas individuais impressionantes. Teve uma pela direita, fazendo fila, antes de chutar no lado de fora da rede e outra mais para o final do jogo, que parou na trave.

“Foi uma noite dos sonhos para mim”, disse o garoto, em seu primeiro jogo como titular. “O grupo precisava disso. Ainda mais tendo em conta como vínhamos trabalhando. É o que trabalhamos na semana e se refletiu. Carlos está ajudando muito a todos nós”.

Inegavelmente, as coisas ficaram melhores para o Rosario Central pela expulsão de Franco Quinteros aos 30 minutos do primeiro tempo. Ele levou cartão vermelho diretamente porque estava com o braço aberto em uma disputa de bola com Franco Frías e acabou acertando seu rosto. Não foi um movimento violento, e a expulsão talvez tenha sido um pouco rigorosa.

E ajudou Tevez, que não deu entrevista após o jogo, conseguir sua primeira vitória.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo