Argentina

Agora é sem Gorosito

A sina do River no Apertura continua. Os Millonarios disputaram mais uma rodada e continuam sem ganhar um ponto como visitantes. Ah, e tem mais. Em torneios nacionais, o River não vence como visitante há 12 partidas (três empates e nove derrotas). Na última rodada, perdeu o clássico para o San Lorenzo, que permanece invicto na competição. Foi um confronto em que ambos os técnicos enfrentaram times que já haviam comandado: Simeone (San Lorenzo) x Gorosito (River). Aliás, Gorosito não só já treinou os dois lados como também atuou por ambos. Pelo River, foi campeão da Libertadores (1986) e argentino (1985/86). Com a camisa do San Lorenzo, foi artilheiro do Campeonato Argentino 1988/89. Belos feitos como jogador. Mas como técnico, ainda não faturou um título. Será que 2009 é o ano? Só se Gorosito trabalhar em outro clube, pois ele pediu demissão do clube de Núñez, exatamente 10 meses após ser contratado.

O River até começou bem contra o San Lorenzo. Fez 1 x 0 na etapa inicial e foi para o intervalo com o resultado de 1 x 0. A vantagem foi mantida até os 38 minutos do segundo tempo, quando o Ciclón empatou. O gol foi marcado através de uma cobrança de pênalti do meia Romagnoli, que havia iniciado a partida no banco de reservas. Cabral, zagueiro do River, foi expulso no lance que originou o pênalti, por ter dado um soco na cabeça do zagueiro Bottinelli. A virada ocorreu aos 41 e fez com que o San Lorenzo subisse para a quinta posição, onde estão outras três equipes: Newell’s, Independiente e Rosario Central. Todas têm 13 pontos. O River aparece apenas na 16ª. colocação, com cinco pontos.

Gorosito deixa o cargo com 10 vitórias, nove empates e 15 derrotas. Nessa conta, são considerados os compromissos válidos pelo Clausura, pela Libertadores, pelo Apertura e pela Sul-Americana. Se tivesse permanecido no River, Gorosito teria mais um clássico pela frente: contra o Independiente, no Monumental. Talvez quem comande o River nesse jogo seja Leonardo Astrada, que já recebeu um convite da diretoria. Caso aceite, Astrada irá retornar mais uma vez ao River, já que teve duas passagens como atleta e outra como técnico. E foi exatamente no River que ele conquistou o único título de sua carreira de treinador: o do Clausura de 2004.

Se ficar, o Bicho come

Quando a sétima rodada do Apertura começou, o Estudiantes liderava, Banfield e Vélez dividiam o segundo lugar e o Rosario Central ocupava a quarta posição. E não é que nenhum deles venceu na rodada? Todos acabaram contribuindo para a subida do Argentinos Juniors, que derrotou o já citado Estudiantes e agora está na segunda colocação, junto com o Banfield.

O Argentinos Juniors recebeu o Estudiantes e ganhou pela contagem mínima. Esta partida reuniu duas equipes que ainda não haviam perdido no torneio. O gol do confronto, anotado pelo zagueiro Caruzzo, causou polêmica. Não há certeza se o zagueiro Scotti estava impedido no lance. Ele cabeceou a bola após o cruzamento do ala-esquerdo Domínguez, o goleiro Taborda espalmou e Caruzzo aproveitou o rebote. Falando em Taborda, este não era o goleiro do time de La Plata no início do jogo. O titular era Albil, que teve que deixar o gramado aos 15 minutos da etapa inicial, devido a uma contusão. Mesmo com o tropeço, o Estudiantes permanece na liderança, com 16 pontos, um a mais que o Bicho. Em relação ao Argentinos, sua próxima tarefa será visitar o Vélez, dono do quarto lugar com 14 pontos. Grande duelo!

Companheiro do Argentinos na classificação, o Banfield empatou por 0 x 0 com o Colón, em Santa Fe. A ausência do gol não surpreendeu, pois os atacantes Fuertes, do Colón, e Santiago Silva, do Banfield, ficaram de fora. Fuertes, um dos artilheiros do Colón na competição, ao lado de Nieto (quatro gols cada), havia se lesionado no jogo anterior. Já Silva é o artilheiro do Apertura (seis gols) e estava cumprindo suspensão, em consequência de um cartão vermelho. De todas as partidas da rodada, esta foi a única em que a equipe mandante não venceu.

Não foi só o Estudiantes que perdeu pela primeira vez no Apertura. O Vélez também passou por isso. Em La Bombonera, o Fortín chegou a estar duas vezes em vantagem contra o Boca (1 x 0 e 2 x 1), mas acabou sendo derrotado por 3 x 2. Os dois gols dos visitantes foram marcados pelo atacante Caruso. Porém, quem mais se destacou fazendo gol foi o atacante Palermo. Depois de ter anotado os dois da Argentina no triunfo contra Gana, ele garantiu os três pontos para os Xeneizes com uma cabeçada incrível, próximo ao círculo central. Havia cinco jogos que o Boca não ganhava em seu estádio, incluindo a Copa Sul-Americana e o Clausura (três empates e duas derrotas).

O Rosario Central continua descendo a ladeira. Agora, foi derrotado pelo Arsenal, em Sarandí, pela contagem mínima. O único gol do confronto foi marcado pelo atacante Jara, aos 42 minutos do segundo tempo. Além de terem passado mais uma rodada sem triunfo, os Canallas continuam na zona de repescagem. Já que o assunto é esse, o Central irá receber na próxima rodada o Gimnasia La Plata, que deixou a zona de repescagem ao ganhar do Chacarita por 2 x 0, em casa.

Um é pior que o outro

Huracán e Racing fizeram um duelo oposto em relação à partida entre Argentinos Juniors e Estudiantes: nenhum deles havia ganho no torneio nacional ainda. Lanterna da competição no começo da rodada, o Globo tinha um empate e cinco derrotas. A Academia carregava números um pouco melhores, pois havia empatado quatro vezes e perdido em outras duas. Atuando em casa, o Huracán venceu por 3 x 1 e alcançou o adversário na classificação. Ambos ocupam a 17ª. posição. Chacarita e Tigre são os novos donos do último lugar.

Quando o jogo estava 2 x 0, o goleiro Monzón, do Globo, defendeu uma cobrança de pênalti do atacante Ramírez. Foi mais uma decepção no dia para o técnico Caruso Lombardi, que agora vê seu time de volta à zona de repescagem. É com esse ambiente que o Racing irá disputar o clássico diante do Boca, em Avellaneda, na próxima rodada.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo