Argentina

Abrindo distância na liderança

Somente duas rodadas foram realizadas no Apertura e o Tigre é a única equipe com 100% de aproveitamento. Na primeira rodada, o time de Victoria derrotou o San Lorenzo, fora de casa, pela contagem mínima. Em seu segundo compromisso, triunfo por 2 x 1 contra o Arsenal. A partida foi disputada no estádio do Tigre, que foi vice-campeão do Apertura 2007. É bom lembrar que dois times atuaram apenas uma vez no torneio e venceram suas partidas: Newell’s e Boca. O confronto entre ambos, marcado para a rodada passada, foi adiado para 3 setembro, pois os Xeneizes enfrentaram o Barcelona-ESP neste sábado.

O placar da partida Tigre x Arsenal foi rapidamente definido. Castaño fez 1 x 0 para os donos da casa aos dez minutos do primeiro tempo, Leguizamón empatou aos 13 e Castaño deixou seu time em vantagem novamente aos 24. No lance do último gol, Castaño se aproveitou da sua boa altura para cabecear. Ele tem 1m91. Depois da vitória, o autor dos gols do Tigre deu uma declaração interessante a respeito do seu desempenho: “Fazer gols não é comigo. Devem me aplaudir pelo sacrifício”. Não podemos nos esquecer que o jogador é volante.

Quem também ficou muito feliz com os três pontos do Tigre é o experiente Arruabarrena, que fez sua estréia na equipe. Campeão da Libertadores de 2000 com a camisa do Boca, o atleta de 33 anos estava atuando pelo AEK-GRE. Diego Cagna, técnico do Tigre, conhece muito bem o novo reforço. Afinal, ambos jogaram juntos no Boca e no Villarreal-ESP.

Pelo lado do Arsenal, houve muitas mudanças em relação à partida contra o Boca, na Recopa. Considerando os dois últimos jogos, apenas cinco atletas foram titulares em ambos: Pellerano, Gómez, Sava, Casteglione e Yacuzzi.

Troféu intocável…para a Argentina

Embalado pelo triunfo por 3 x 1 diante do Arsenal de Sarandí, no confronto de ida da Recopa, o Boca visitou o Barcelona. Estava em jogo o Troféu Joan Gamper, criado em homenagem ao fundador e ex-presidente do clube espanhol. Por muito pouco o Boca não conseguiu fechar a semana com chave de ouro.

Viatri, que substituiu Palermo no intervalo, abriu o placar para o time argentino, aos 27 minutos do segundo tempo. Porém, os anfitriões conseguiram empatar e virar nos descontos: Puyol deixou tudo igual aos 47 e Eto’o colocou o Barcelona em vantagem aos 50. Ambos também haviam começado a partida no banco.

Ver uma equipe da Argentina perder este torneio não é nenhuma novidade. O último representante do país que havia disputado o torneio foi exatamente o Boca, em 2003. Naquele ano, o Barcelona venceu na decisão por pênaltis, após um empate por um gol. De todos os atletas do Boca que atuaram naquele dia, somente Battaglia jogou no sábado passado. O Chacarita Juniors, em 1971, e o San Lorenzo, em 1995, foram os outros dois times argentinos que participaram da competição. Nenhum deles conseguiu o título.

O novo ídolo de Mendoza

A tão esperada estréia de Ortega no Independiente de Mendoza ocorreu no último domingo, contra o Defensa y Justicia, na segunda rodada da segunda divisão. E foi dele o último gol da partida, aos 18 minutos da etapa final. Verdade que o gol saiu através de uma cobrança de pênalti, mas foi bom para o ‘Burrito’ ter mais confiança e para a torcida se animar ainda mais com o novo reforço. O único problema é que o Independiente, mesmo atuando em Mendoza, apenas empatou: 3 x 3. Aliás, este foi seu segundo empate na competição.

Aldosivi e Belgrano são os líderes, com seis pontos conquistados. Será que esta será a temporada da volta do Belgrano à divisão principal? Na última, a equipe chegou muito perto, já que disputou a repescagem para subir. Todavia, enfrentou o Racing e obteve somente um ponto em dois jogos.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo