Argentina

A história é outra

O Pentagonal de Verão começou com uma vitória do Racing diante do San Lorenzo, em Salta. Menghi fez o único gol do confronto. Este resultado fez com que o torcedor da Academia se esquecesse da campanha do time na edição passada: dois empates e duas derrotas.

Cristian Pellerano foi um dos que defenderam o Racing no jogo. Todavia, o meio-campista não quis renovar seu contrato com o clube e acertou sua transferência para o Arsenal de Sarandí, pelo qual disputará a Pré-Libertadores contra o Mineros-VEN.

Nesta partida, o Ciclón teve um grande desfalque. O técnico Ramón Díaz teve que ficar em Buenos Aires devido a problemas particulares. Seu substituto foi Sebastián Rambert. E foi justo nesse dia que Michael Díaz, um dos filhos de Ramón, vestiu a camisa do San Lorenzo pela primeira vez como titular.

Depois do confronto, cada equipe participou de um amistoso, dividido por dois tempos de 35 minutos. O San Lorenzo empatou com o Platense, da segunda divisão, por 2 x 2. Pelo lado do Ciclón, atuaram apenas jogadores que não haviam entrado em campo na estréia do pentagonal. Já o Racing teve pela frente o Gimnasia y Tiro e ganhou por 3 x 1. De todos os que defenderam a Academia, somente Caballero havia jogado diante do San Lorenzo. Aliás, Caballero marcou dois gols neste amistoso.

Técnicos estreantes

River e Independiente se encontraram em Mar del Plata para dar prosseguimento ao pentagonal, um dia depois do triunfo do Racing. Houve um empate por 1 x 1. Quem sempre guardará na memória esta partida é Diego Simeone. Afinal, foi a primeira como treinador dos Millonarios.

Simeone acabou de chegar ao River e já notou que há muitos jogadores de frente com qualidade e que possuem características parecidas. São eles: Ortega, Rosales, Sánchez, Lizio, Sciorilli e Buonanotte. Vai acabar faltando lugar no time. Mas enquanto existe esse problema agradável para ser resolvido, a defesa continua demonstrando fraqueza nas bolas aéreas. Foi assim diante do Independiente.

Uma das novidades vistas desde o início do trabalho de Simeone está relacionada ao comando da equipe no gramado. Ariel Ortega foi o escolhido para ser o capitão do River, posto que pertencia a Paulo Ferrari. Pelo jeito, essa mudança não irá causar conflitos internos. É o que percebemos nas palavras de Ferrari: “Para mim, parece perfeito que Ariel seja o capitão. Tem experiência, é um homem do clube, é o grande ídolo da torcida e é um jogador distinto”.

O Independiente volta a campo hoje para enfrentar o Boca. Novamente a cidade de Mar del Plata será o palco do jogo e novamente haverá a estréia de um técnico. Estamos falando de Carlos Ischia, dos Xeneizes. Outro que também deverá fazer sua estréia é Luciano Monzón, atleta de 20 anos. No caso dele, a partida será a primeira como profissional. Segundo Carlos Borzi, preparador físico do clube, Monzón tem o estilo semelhante ao de Gabriel Heinze, do Real Madrid.

Para este clássico, o treinador do Rojo, Pedro Troglio, deverá fazer oito mudanças em relação ao time que foi titular contra o River. Caso isso ocorra, os únicos que irão permanecer entre os 11 são Ricardo Moreira, Carlos Matheu e Guillermo Rodríguez.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo