AlemanhaBundesliga

[Vídeo] Fährmann operou uma defesa incrível nos acréscimos e que vale muito ao Schalke 04

A rodada da Bundesliga começou com um jogo de enorme importância nesta sexta. Brigando por uma vaga na Liga dos Campeões, Schalke 04 e Borussia Mönchengladbach se enfrentaram em Gelsenkirchen. E os Azuis Reais arrancaram uma valiosíssima vitória por 2 a 1. Cabe dizer que o time da casa esteve muito distante de ser o melhor em campo, anotando os seus dois gols em lances de sorte. Mas conseguiu se safar da enorme pressão do Gladbach no segundo tempo. Os Potros acertaram duas bolas na trave e pararam em uma grande atuação do goleiro Ralf Fährmann, com direito a milagre nos acréscimos.

Embora o Gladbach fosse melhor no primeiro tempo, o Schalke abriu o placar no início da segunda etapa, em jogada de Sané que acabou em erro bizarro da zaga e gol contra de Hinteregger. Os visitantes intensificaram suas ações no ataque, com Dahoud carimbando o poste, mas o gol de empate só saiu aos 34, em linda jogada do zagueiro Christensen, que tabelou com Stindl e finalizou como um centroavante. Contudo, quatro minutos depois, o chute desviado de Goretzka entrou, dando novamente a vantagem ao Schalke. E Fährmann, em sua oitava defesa na noite, evitou o empate nos acréscimos. O goleiro buscou a cabeçada de Christensen, enquanto ainda deu leve desvio quando Raffael carimbou a trave no rebote. Defesaça que valeu não só os três pontos conquistados pelo Schalke, como também os três perdidos pelo Gladbach.

Com o resultado, o Schalke chegou aos 44 pontos e assumiu a quarta colocação. O Gladbach caiu para quinto, com 42. E outros quatro times permanecem vivíssimos na briga por duas vagas à Champions: Hertha Berlim (45), Mainz 05 (40), Bayer Leverkusen (39) e Wolfsburg (37). Se o topo da tabela não apresenta tantas emoções, esta deverá ser a grande disputa na reta final da Bundesliga.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo