AlemanhaBundesligaGames

Vídeo com atletas da Bundesliga prova que a avaliação no Fifa 16 virou algo importante para eles

A duas semanas do lançamento de Fifa 16, a EA Sports visitou alguns dos atletas da Bundesliga, mostrando-lhe as atribuições que eles ganharam na nova versão da série de simulador virtual de futebol. Se você pensa que só os fãs ficam descontentes com as avaliações dadas pelo game aos seus atletas preferidos, está enganado. Os próprios atletas gostariam de serem mais velozes, ter um chute mais forte ou maior eficiência em cobranças de falta no game – e deixam isso bem claro no vídeo produzido pela própria desenvolvedora do jogo.

VEJA TAMBÉM: Os 50 melhores jogadores de Fifa 16

Um dos maiores cobradores de falta do futebol mundial na atualidade, o turco Hakan Çalhanoglu, por exemplo, não gostou de seus atributos na bola parada e da potência de sua finalização. Lembrando de gols como este contra o Borussia Dortmund, ainda pelo Hamburgo, podemos dizer que qualquer nota em um desses dois quesitos é pouco demais para o destaque do Bayer Leverkusen.

Christoph Kramer, companheiro de clube de Çalhanoglu, é outro que não ficou tão feliz com seus atributos. “Gostaria de ser melhor no voleio”, diz em um trecho do vídeo. “Claro, sou muito lento (no jogo), mas no campo de verdade também sou lento, então isso está realista”, reconhece, em outra parte. “Seria legal se eu pudesse ter uma avaliação de 80. É meu sonho desde que jogo Fifa, então desde 1999”, conta o meio-campista.

De todos os entrevistados, o único agradecido pela avaliação que recebeu foi Emre Can, do Borussia Dortmund, mas isso por uma situação específica. “Fiquei machucado por quase um ano, então acho que eles foram bondosos comigo. É sempre assim: quando você não está jogando, seu nível cai”, afirmou. Mas mesmo o meio-campista dos aurinegros aproveitou a oportunidade para reclamar por uma melhora em um de seus atributos: “Vou ser honesto. O cabeceio é um dos meus pontos fortes. Não entendo por que ganhei apenas 47 nesse quesito. (Poderia ser) Pelo menos 77”.

Além de conquistar títulos e ganhar relevância em sua liga, os jogadores hoje em dia, como fãs de videogames, têm sua avaliação nos simuladores de futebol também como motivação para melhorar a cada dia. Com isso em mente, quem sabe Kramer não chegue de fato a uma nota 80 e Can consiga algumas temporadas em sequência sem lesões?

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo