Alemanha

Sem tanta autocrítica, a federação alemã garante a permanência de Löw rumo à Eurocopa

Nesta segunda-feira, a seleção alemã viveria um dia decisivo em seus bastidores. Os dirigentes da federação se reuniriam para discutir a continuidade de Joachim Löw à frente da Mannschaft. Historicamente, a equipe nacional poucas vezes mudou de treinador, ainda mais em meio a um ciclo. Diante da acachapante derrota para a Espanha na última Data Fifa e dos resultados inconsistentes, porém, o risco de uma demissão pareceu palpável. Mas não será desta vez que a autocrítica prevalecerá nos corredores da DFB. Löw seguirá em frente rumo à Euro 2020.

A conferência por vídeo contou com diversos executivos da federação. Oliver Bierhoff, diretor de seleções, seria o responsável por declarar o apoio à continuidade de Löw ou à mudança. E o ex-atacante preferiu bancar seu amigo, garantindo o emprego pelos próximos meses. A decisão indica como uma renovação da Mannschaft também precisa passar pelos altos escalões da DFB.

Segundo a nota publicada pela federação, Löw apresentou suas ideias e seus planos futuros. Já os dirigentes apontaram que o trabalho da comissão técnica vale mais que os resultados, considerando “a intacta relação com o time e os conceitos claros”, descartando a demissão. “Um único jogo não pode e não deve ser a medida para avaliar o desempenho geral da seleção e de seu treinador”, escreveu a DFB. Pelo visto, não viram que a Alemanha vem penando há pelo menos dois anos, mesmo que os 6 a 0 sejam um retrato exacerbado dos problemas.

A federação avalia a classificação à Euro 2020 como o objetivo mais importante do ciclo atual. A nota também diz que a permanência na primeira divisão da Liga das Nações é uma meta cumprida – mesmo só conseguindo isso depois de uma mudança no regulamento. Ainda aponta o Pote 1 no sorteio das Eliminatórias para a Copa de 2022 como uma das tarefas completadas por Löw. Parece pouco a uma seleção quase sempre competitiva e com quatro títulos mundiais.

“Juntos, a visão é propositiva e focada na preparação à Eurocopa. Há a firme convicção de que Joachim Löw e sua comissão técnica entregarão jogos bem sucedidos e resultados, apesar da situação desafiadora a todos. O técnico tomará todas as medidas necessárias para jogar uma empolgante Euro 2021 com o time”, afirma a nota. A DFB também inclui Löw nos planos esportivos para a Copa de 2022 e para a Euro 2024, considerando seu contrato. Pelo visto, nem o desempenho deficiente da Mannschaft será capaz de interromper um trabalho calcado nos últimos anos apenas na gratidão. Somente um papelão na Eurocopa tende a derrubar tetracampeão no próximo ano.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo