Alemanha

Schweinsteiger, um pilar do Bayern no título da Bundesliga

Dono do meio campo bávaro, Bastian Schweinsteiger muito provavelmente atravessa sua melhor fase da carreira. Referência no Bayern e na seleção alemã, o volante foi uma força decisiva na campanha assustadora da sua equipe, que culminou no título da Bundesliga desta temporada.

Diante do Frankfurt, fora de casa, Schweini brilhou ao fazer o que Alaba tentou na primeira etapa e falhou: o gol que garantiria o título antecipado do Bayern, sete rodadas antes do fim do campeonato. Pegando de letra um passe perfeito de Lahm, o volante coroou uma campanha impecável em quase todos os sentidos. E o sucesso bávaro diz muito sobre o desempenho do próprio Bastian, que acumula estatísticas invejáveis.

Segundo o Squawka, site especializado neste tipo de dado, aponta a excelência de Schweinsteiger no fundamento mais importante de um meia: o passe. A média de acertos de passe do volante do Bayern ultrapassa os 87%. 26 aparições, sete gols marcados, quatro cartões amarelos e uma presença que intimida qualquer rival que tenha a mínima noção de futebol bem jogado. A boa armação é que municia os atacantes a alcançarem a incrível marca de 79 gols na competição.

Líder natural do grupo, juntamente com Lahm, Schweini é sem dúvida um dos grandes ídolos da atual geração. Aos 28 anos, Bastian pode entrar para a história do clube como um dos maiores talentos já revelados. Parte do elenco desde 2002, o seu ciclo ainda parece estar longe do fim. E a ambição que ainda não foi cumprida é justamente a Liga dos Campeões, que já escapou duas vezes em três anos, a última delas de forma dolorosa, dentro da Allianz Arena, para o Chelsea.

Importante tanto para o clube quanto para a sua seleção, o volante é um dos remanescentes da época de transição do estilo de jogo adotado pelas escolas alemãs. O futebol que era burocrático hoje esbanja talento, habilidade, inteligência e técnica. E tudo isso reflete bastante no que Schweinsteiger representa. Neste novo título da Bundesliga, muito se deve ao craque da camisa número 31.

Mostrar mais

Felipe Portes

Felipe Portes é editor-chefe da Revista Relvado, zagueiro ocasional, ex-jornalista, cruyffista irremediável e desenhista em Instagram.com/draw.portes

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo