Alemanha

Saindo do fundo do poço

Depois da desastrosa campanha do rebaixamento em 2009/10, só restava ao Hertha Berlim se reconstruir para sair do fundo do poço em que havia se metido e voltar à elite do futebol alemão, lugar que costuma frequentar. E, ao que parece, tudo tem ocorrido dentro do previsto até agora, pois a equipe lidera a 2. Bundesliga com 23 pontos em nove jogos, com sete vitórias e dois empates, e, em que pese o equilíbrio natural da competição, já se credencia como favorita ao título.

O motivo é simples. Mesmo com o desastre e a perda de jogadores importantes como Arne Friedrich, Cícero, Jaroslav Drobny e Gojko Kacar, o time conseguiu manter boa parte do elenco da temporada passada. Nomes com experiência na primeira divisão e qualidade técnica, como o búlgaro Valeri Domovchiyski, frequentemente convocado para a seleção de seu país, e o centroavante canadense Rob Friend, típico troglodita de 1,95m que veio do Borussia Mönchengladbach. Os dois são os artilheiros da equipe na competição com quatro gols, cada.

Quem também vem demonstrando muita eficiência é o volante Peter Niemeyer, que também pode atuar como zagueiro em alguma eventualidade. Emprestado pelo Werder Bremen, Niemeyer é o comandante do meio-campo e garante a consistência defensiva da equipe, que até agora sofreu apenas cinco gols no campeonato em nove jogos. O zagueiro Andre Mijatovic, contratado junto ao Arminia Bielefeld, é outro que tem atuado de maneira muito segura e ajudado o experiente goleiro holandês Maikel Aerts, de 34 anos.

O grande destaque do time, porém, é o colombiano Adrián Ramos. Centroavante de origem, Ramos foi recuado para o meio, e a mudança parece ter dado certo, pois ele já marcou três gols e deu cinco assistências na temporada. O brasileiro Raffael, que chegou a ser titular na primeira divisão, começou a recuperar a forma depois de um início tímido e já foi às redes adversárias em duas oportunidades, além de ter dado duas assistências.

O técnico Markus Babbel, que assumiu o comando da equipe no início da temporada, é o principal responsável por essa campanha e, principalmente, por ter conseguido recuperar a auto-estima do elenco. Aos 38 anos, Babbel traz no currículo uma passagem pelo Stuttgart, além da excelente carreira como jogador, e tem conseguido êxito no campeonato através da montagem de um time sólido e forte fisicamente, capaz de encarar adversários técnicos ou disputar divididas quando necessário.

Nada disso, porém, importará se o Hertha não for promovido. E, se voltar à Bundesliga, terá que voltar a frequentar a metade superior da tabela para provar que a temporada 2009/10 não passou de um acidente que, apesar de manchar a história recente do clube, foi apenas um fato isolado.

O principal perseguidor dos berlinenses na temporada é, por enquanto, o Duisburg, vice-líder com 21 pontos e que tem o melhor ataque da competição com 19 gols marcados, dois a mais do que o Hertha. O destaque da equipe é o atacante sérvio Srdjan Baljak, vice-artilheiro do campeonato até agora, com cinco gols marcados em nove partidas, mas quem vem roubando a cena é o lateral direito Julian Koch, de apenas 20 anos, que já chama a atenção de clubes maiores do país e pode pintar na primeira divisão ainda em janeiro.

O Erzgebirge Aue, que tem mostrado uma defesa muito consistente até aqui, é o terceiro colocado, com 20 pontos, enquanto o Greuther Fürth, do promissor Danijel Aleksic, ocupa a quarta posição, com 19. O Energie Cottbus, que conta com Nils Petersen, artilheiro do campeonato com sete gols, é o quinto.

Quem decepciona até aqui na temporada é o Bochum, rebaixado da Bundesliga 2009/10, que ocupa apenas a 11ª posição, com 13 pontos. O Arminia Bielefeld, que há pouco tempo frequentava a primeira divisão em temporadas alternadas, faz uma péssima campanha e ocupa a última posição com apenas quatro pontos.

Outra equipe que poderia estar melhor é o 1860 Munique, nono colocado. O clube, que revelou algumas das principais promessas do futebol alemão no momento, como os irmãos Lars e Sven Bender, o centroavante Peniel Mlapa e o meia Timo Gebhart, não consegue vendê-los bem para montar uma estrutura que permita o retorno à primeira divisão. O Wunderkind da vez é o meia Moritz Leitner, de apenas 17 anos, que já é seguido de perto por Borussia Dortmund e Bayer Leverkusen.

Mainz e Dortmund: Duelo pela liderança

Neste domingo, acontece o jogo mais esperado da Bundesliga até aqui. Mainz 05 e Borussia Dortmund, líder e vice-líder, se enfrentam em Mainz, e quem vencer fica com a primeira colocação do campeonato. Em caso de empate, o Mainz segue na liderança, pois possui 24 pontos, contra 22 do rival. A situação, porém, seria diferente se os comandados de Jürgen Klopp não tivessem empatado em casa com o Hoffenheim por 1 a 1 e visto, na sequência, o Mainz 05 ganhar do Bayer Levekusen por 1 a 0, fora de casa.

O jogo no Signal Iduna Park teve um enredo simples: o Dortmund atacava o Hoffe, que contra atacava com muita qualidade e, num desses contragolpes, abriu o placar com Demba Ba, após bela jogada de Luís Gustavo, que estava improvisado na lateral esquerda. Em desvantagem no placar, os aurinegros pressionaram e chegaram a perder um pênalti com Nuri Sahin ainda no primeiro tempo. No segundo, o sufoco aumentou, mas o empate só veio com Antônio Da Silva, cobrando falta, nos acréscimos.

Quem se recuperou na rodada foi o Hannover 96, que derrotou o Köln por 2 a 1, se isolou na terceira posição com 16 pontos e empurrou o adversário para a lanterna da competição com cinco, um a menos do que o Borussia Mönchengladbach, que foi goleado pelo Werder Bremen por 4 a 1. A partida marcou o primeiro gol do brasileiro Wesley pelos Verdes.

DFB-Pokal: Um, dois, três, o Bremen é freguês

Depois de destroçar o Werder Bremen com uma goleada por 4 a 0 na final da Copa da Alemanha na temporada passada, o Bayern Munique encontrou novamente os verdes na segunda fase do torneio, nesta terça-feira, e venceu mais uma vez: 2 a 1, com direito a uma atuação de gala de Bastian Schweinsteiger, autor dos dois gols e dono absoluto da partida. Em uma análise rigorosa, pode-se dizer que é o primeiro grande jogo de Schweinsteiger após a goleada sobre a Argentina nas quartas de final da Copa do Mundo.

O Mainz 05, líder da Bundesliga, protagonizou a principal surpresa da rodada ao ser eliminado pelo Alemania Aachen por 2 a 1, nesta quarta-feira. O detalhe curioso da partida é que Lewis Holtby, principal jogador do Mainz na temporada, foi revelado no Aachen e jogou pela primeira vez contra seu clube formador. Quem também caiu foi o Borussia Dortmund, derrotado nos pênaltis por 4 a 2 pelo Kickers Offenbach, após empate sem gols no tempo normal.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo