Alemanha

Quarta divisão alemã poderá contar com a participação da seleção sub-20 da China

A China está prestes a se integrar na quarta divisão do Campeonato Alemão. Mas, desta vez, não com empresários endinheirados prometendo mundos e fundos para levar algum grande time de volta à elite. Os dirigentes germânicos estudam a possibilidade de um intercâmbio para que a seleção chinesa sub-20 entre na liga, em um nível já semi-profissional e regionalizado. Segundo a conceituada revista Kicker, a proposta de cooperação está sendo acertada pela própria DFB, a federação alemã. Desde novembro do ano passado, a entidade iniciou uma parceria extensiva com a federação chinesa. O projeto de cinco anos tem o apoio dos governos, assinado em Berlim.

Por ser regionalizada, a quarta divisão não responde diretamente à estrutura da Bundesliga, mas sim às próprias ligas locais. A ideia da DFB é a de que a seleção sub-20 chinesa integre a Regionalliga Südwest, que compreende clubes de quatro estados diferentes do país. Desde 2012/13, o campeonato conta excepcionalmente com 19 clubes, e a cada rodada um participante acaba ganhando folga. Caso os chineses sejam aceitos, eles ocupariam esta lacuna, servindo de desafiantes para uma série de 38 amistosos. A China planeja desenvolver os seus jovens jogadores de maneira permanente para a disputa dos Jogos Olímpicos de 2020, no Japão.

O projeto possui os seus atrativos para os alemães. Primeiro, pela visibilidade que ganharão na China, o que poderá trazer algum recurso financeiro. Além disso, os dois amistosos valerão €15 mil, quantia considerável para as suas estruturas semiprofissionais. Entre os participantes da Regionalliga Südwest há alguns clubes tradicionais, como FSV Frankfurt, Saarbrücken, Waldhof Mannheim, Koblenz, Kickers Offenbach e Stuttgarter Kickers, além do segundo quadro de Freiburg, Hoffenheim, Mainz e Stuttgart.

Obviamente, a iniciativa já recebe as suas primeiras críticas. Um dos seis rebaixados na Regionalliga Südwest nesta temporada, o Pirmasens criticou publicamente, através de um de seus dirigentes, “o projeto totalmente capitalista, que desrespeita as organizações esportivas”. Por ter sido o melhor colocado entre os relegados, o clube tentava a sua permanência na liga com o aumento no número de participantes. As reclamações, entretanto, não devem ter efeito. Nenhum dos times da Regionalliga Südwest se opôs à proposta, que deve mesmo ser aprovada.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo