AlemanhaBundesliga

No empate entre Schalke e Dortmund, destacou-se a qualidade de Dembélé

Ousmane Dembélé tem 19 anos e um brilhante futuro pela frente. Sua primeira temporada pelo Borussia Dortmund já chama a atenção. Mesmo muito jovem, foi titular 16 vezes na Bundesliga, com seis gols e dez assistências. Neste sábado, deu mais um passo na carreira e foi o destaque do dérbi contra o Schalke 04, que terminou empatado por 1 a 1. Foi o responsável pela jogada do gol dos visitantes e fez mais um par de boas jogadas.

LEIA MAIS: De cães a leões, os jogos que moldaram a rivalidade feroz entre Dortmund e Schalke

Foi um clássico equilibrado, com o Dortmund ligeiramente melhor, mas sem muitas chances claras de gol. Foram apenas três chutes a gol dos donos da casa, contra dois dos visitantes, cujas melhores ações saíram dos pés do atacante francês. No primeiro tempo, ele passou por Coke e bateu próximo ao poste, com Färhman já batido no lance. Depois do intervalo, deu um lindo passe para Kagawa, entre a defesa do Schalke, na jogada em que o japonês rolou para Aubameyang abrir o placar.

O Borussia Dortmund poderia ter ampliado o marcador com Aubameyang, que saiu na cara de Färhmann, mas preferiu tocar para o companheiro e facilitou o corte de Höwedes.  O próprio Dembélé também teve uma ótima chance, em jogada pela esquerda que terminou na trave. O francês ainda recuperou o rebote e, abusado, tentou um cruzamento de letra, afastado por Nastasic. O Schalke 04 empatou pouco depois, em um belo passe de calcanhar de Goretzka para Kehrer.

O pontinho não melhorou a vida de ninguém. O Schalke 04 poderia ter aproveitado a derrota do Colônia para o Hamburgo, na briga por vaga na Liga Europa, mas segue no meio da tabela. Já o Dortmund, apesar de não ter perdido fora de casa, foi ultrapassado pelo Hoffenheim e caiu para o quarto lugar na Bundesliga.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo