AlemanhaBundesligaCopa da Alemanha

Müller e dois erros grosseiros da arbitragem botaram o Bayern na final da Copa da Alemanha

Ninguém questiona a superioridade do Bayern de Munique no futebol alemão. E os bávaros não precisavam da ajuda que a arbitragem deu nesta terça, na semifinal da Copa da Alemanha. Com dois erros grosseiros do juiz em lances capitais, o time de Pep Guardiola ficou com o caminho aberto para vencer o Werder Bremen por 2 a 0 e assegurar sua vaga na decisão. Hertha Berlim e Borussia Dortmund decidirão nesta quarta quem será o outro finalista, em duelo que acontece no Estádio Olímpico.

O primeiro gol do Bayern aconteceu graças a uma falha, mas dos adversários. O capitão Clemens Fritz escorregou dentro da área e deixou o caminho livre para Thomas Müller abrir a contagem aos 30 minutos. As lambanças da arbitragem vieram na segunda etapa. Primeiro, Tobias Stieler assinalou uma falta inexistente em David Alaba, em lance no qual o austríaco marcou um gol contra bisonho, que empataria a partida. E, logo na sequência, deu um pênalti sobre Arturo Vidal, que não havia sido tocado por ninguém. Müller converteu e selou a classificação.

Encaminhando o tetracampeonato da Bundesliga e nas semifinais da Liga dos Campeões, o Bayern segue com chances de conquistar a Tríplice Coroa. Mas tem totais condições para fazer isso na bola, e não no apito. Em uma atuação pouco empolgante diante de um rival bem mais fraco, tais erros acabaram sendo determinantes.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo