Alemanha

Lukas Nmecha diz que acertou com o Wolfsburg porque “o City contratará um atacante de ponta”.

O garoto de 22 anos deixou o Manchester City após apenas três jogos pelo time principal - e muitos empréstimos

Lukas Nmecha, atacante alemão de 22 anos, teve poucas oportunidades pelo time profissional do Manchester City nos últimos anos e decidiu sair definitivamente para o Wolfsburg porque terá ainda menos assim que o atual campeão inglês concretizar a contratação de um “atacante de ponta”, segundo o garoto afirmou em entrevista à revista Kicker.

A busca do City por um centroavante renomado para substituir Sergio Agüero não é um segredo, com Harry Kane Erling Haaland liderando a lista de candidatos. Chegou a fazer uma proposta de £ 100 milhões por Kane, segundo os veículos ingleses, e o presidente do clube afirmou que enviaria uma “mensagem forte” pelo mercado e que estava confiante que encontraria o jogador certo para o lugar de Agüero.

Pep Guardiola, por outro lado, tem sido mais contido ao comentar a possibilidade de o City gastar centenas de milhões de libras em um jogador, mas, segundo Nmecha, alguma grande transferência realmente está em andamento. “Eu ainda tinha um ano de contrato, mas eles vão contratar outro atacante de ponta. Não acho que as minhas chances seriam muito boas”, disse.

Formado na base do City, Nmecha fez apenas três jogos pelo time principal na temporada 2017/18. Passou por Preston North End, pelo próprio Wolfsburg e pelo Middlesbrough por empréstimo antes de se destacar com 21 gols em 41 partidas pelo Anderlecht na última temporada. Ele ficou até surpreso pelo interesse dos Lobos, já que a última passagem pelo seu país natal terminou com apenas 12 partidas, 268 minutos e nenhuma bola na rede.

“A primeira vez não foi ideal, mas o treinador me queria aqui, talvez não tenha sido o caso na última vez”, afirmou. O Wolfsburg era treinado por Oliver Glasner naquela ocasião e agora está sob o comando de Mark Van Bommel. “Diria que não éramos (ele e Glasner) melhores amigos. Van Bommel me contou como me vê, como quer me usar, como quer me deixar jogar”.

A posição favorita de Nmecha é centroavante, o que já cria um novo problema porque o dono da camisa 9 no clube, Wout Weghorst vem de uma ótima campanha em que marcou 20 gols em 34 rodadas da Bundesliga pelo Wolfsburg. “Ele está muito bem. Também posso jogar por fora e como 10. Tenho que trabalhar para entrar. Se eu der meu melhor, com certeza vou conseguir meu lugar. Quero ser um atacante de ponta. Weghorst é um assassino dentro da área. É o que eu quero ser também”, encerrou.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo