Alemanha

Guia da Bundesliga – Parte 1

Temporada sim, temporada não. Desde 2005/06 esse tem sido o ritmo de conquistas do Bayern Munique na Bundesliga. Ganhou também em 2007/08 e 2009/10, mas perdeu em 2006/07, 2008/09 e 2010/11. Se a escrita se mantiver, os bávaros ficarão com o título alemão em 2011/12, mas todos no clube parecem saber que escrita e tabus não botam a bola na rede. Por isso, contrataram pesado para a temporada, investindo em Manuel Neuer, Rafinha e Jerome Boateng, e acreditam que agora podem consertar a defesa, que na temporada passada fazia a alegria dos adversários. Caso isso aconteça, e somente caso isso aconteça, o Bayern é favorito absoluto ao título.

Se as tentativas do Bayern não derem certo – é uma hipótese, pois Van Buyten e Badstuber ainda jogam por lá, além de Breno -, a condição de candidato número 1 ao título passa ao Borussia Dortmund. Atual campeão, o time de Jürgen Klopp já tem uma defesa acertada, um contragolpe mortal e Mario Götze. Mais do que isso, parece ter contratado de maneira sóbria e eficiente, trazendo nomes como o croata Ivan Perisic e o meia turco-alemão Ilkay Gündogan. É a hora de tirar as fraldas de vez e mostrar que o título em 2010/11 não foi apenas um acaso, um “arroubo da juventude”.

Correndo por fora, está o Bayer Leverkusen, que sempre correu por fora e nunca venceu até aqui. O time perdeu Arturo Vidal para a Juventus, mas contratou o ótimo André Schürrle e conta com Renato Augusto, Sidney Sam e Gonzalo Castro, jogadores talentosos no meio-campo. Ainda falta, porém, um craque, e Michael Ballack já está em fim de carreira.

Coincidentemente, os três times estão colados na ordem alfabética das equipes da Bundesliga, e serão apresentados nas linhas abaixo, na primeira parte do guia da competição. Além deles, estão equipes como o Hannover 96, quarto colocado em 2010/11, o Borussia Mönchengladbach, que escapou do rebaixamento por milagre, além de Hertha Berlim e do estreante Augsburg, promovidos da segunda divisão. Vale à pena conferit!

Augsburg

Nome: Fussball Club Augsburg
Fundação: 8/ago/1907
Site oficial: www.fcaugsburg.de
Estádio: Impuls Arena (30,660 lugares), em Augsburg
Técnico: Jos Luhukay
Colocação em 2010/11: 2º (segunda divisão)
Competição europeia: nenhuma
Destaque: Nando Rafael
Fique de olho: Akaki Gogia
Quem chegou: Akaki Gogia (M, Wolfsburg), Edmond Kapllani # (A, SC Paderborn), Dominic Peitz (M, Union Berlim), Lorenzo Davids (M, NEC-HOL), Patrick Mayer (A, Heidenheim), Sebastian Langkamp (D, Karlsruher), Sascha Mölders (A, FSV Frankfurt)
Quem saiu: Moritz Leitner# (M, Borussia Dortmund), Ibrahima Traoré (M, Stuttgart), Sören Bertram (M, Hamburg), Daniel Framberg (M, TSV Neusass), Kees Kwakman (D, Groningen-HOL), Lukas Sinikewicz (D, Bochum), Thomas Rudolph (M, Gersthofen), Benjamin Woltmann (TSV Aindling)
Objetivo na temporada: evitar o rebaixamento

Fundado em 1907, o Augsburg é um debutante na primeira divisão alemã e tem como objetivo único na temporada se manter nessa elite. A tarefa não é das mais fáceis, pois alguns dos principais destaques da campanha do vice-campeonato da 2. Bundesliga em 2010/11 saíram do clube, como Ibrahima Traoré e Moritz Leitner. A reposição foi tímida e a expectativa é bem modesta.

Entre os destaques da equipe, está o atacante angolano Nando Rafael, ex-Hertha Berlim, autor de 14 gols na 2. Bundesliga em 2010/11 e um dos jogadores mais experientes da equipe. No gol, está o veterano Simon Jentzsch, 35 anos, que teve boa passagem pelo Wolfsburg entre 2003 e 2009. Há também boa expectativa pelo meio-campista recém-contratado Lorenzo Davids, primo de Edgar Davids, que veio do NEC.

Bayer Leverkusen

Nome: Turn-Und SportvereinBayer 04 Leverkusen
Fundação: 1/jul/1904
Site oficial: www.bayer04.de
Estádio: BayArena (30 mil lugares), em Leverkusen
Técnico: Robin Dutt
Colocação em 2010/11:
Competição europeia: Liga dos Campeões
Destaque: Renato Augusto
Fique de Olho: André Schürrle
Quem chegou: André Schürrle (M, Mainz 05), David Yeldell (G, Duisburg), Ömer Toprak (D, Freiburg), Karim Bellarabi (M, Eintracht Braunschweig), Bastian Oczipka# (D, St. Pauli).
Quem saiu: Arturo Vidal (M, Juventus-ITA), Richard Sukuta-Pasu (A, Kaiserslautern), Domagoj Vida (D, Dinamo Zagreb-CRO), Sami Hyypia (D, fim da carreira), Constante Djakpa (D, Osnabrück), Burak Kaplan (M, Besiktas-TUR), Benedikt Fernandez (G, sem clube), Marcel Risse (M, Mainz 05).
Objetivo na temporada: título

Depois do vice-campeonato em 2010/11, o Bayer Leverkusen agora tem o desafio de manter o nível sem seu principal jogador, Arturo Vidal, vendido para a Juventus. No lugar dele, provavelmente entrará o jovem André Schürrle, de apenas 21 anos, destaque do Mainz 05 na temporada e já convocado com frequência para a seleção alemã, mas sem a mesma versatilidade do chileno. Outra mudança significativa é a chegada do técnico Robin Dutt, ex-Freiburg, para o lugar de Jupp Heynckes, que foi para o Bayern Munique. Não se sabe ao certo como o elenco reagirá a essa mudança.

Indefinições à parte, o fato é que os Aspirinas possuem elenco para brigar no topo da tabela. O meio-campo mescla a experiência de Michael Ballack e Simon Rolfes com a juventude e o talento do já citado Schürrle, além de Renato Augusto, Gonzalo Castro e Sidney Sam. No ataque, Stefan Kiessling ainda dá as cartas. A defesa, porém, poderá ser um problema, sobretudo pela instabilidade de Daniel Schwaab e Stefan Reinhartz e pela a ausência de Rene Adler, que passou por cirurgia recentemente.

Bayern Munique

Nome: Fussball-Club Bayern München
Fundação: 27/fev/1900
Site oficial: www.fcbayern.t-com.de
Estádio: Allianz Arena (69.901 lugares), em Munique
Técnico: Jupp Heynckes
Colocação em 2010/11:
Competição europeia: Liga dos Campeões (fase preliminar)
Destaque: Arjen Robben
Fique de Olho: Takashi Usami
Quem chegou: Manuel Neuer (G, Schalke 04), Rafinha (D, Genoa-ITA), Jerome Boateng (D, Manchester City-ING), David Alaba# (M, Hoffenheim), Takashi Usami* (M, Gamba Osaka-JAP), Nils Petersen (A, Energie Cottbus)
Quem saiu: Mehmet Ekici (M, Werder Bremen), Thomas Kraft (G, Hertha Berlim), Andreas Ottl (M, Hertha Berlim), Miroslav Klose (A, Lazio-ITA), Hamit Altintop (Real Madrid-ESP)
Objetivo na temporada: título

Disposto a resolver os problemas defensivos que tanto atrapalharam o clube na temporada passada, o Bayern Munique investiu pesado no setor. Para o gol, trouxe Manuel Neuer, na negociação mais tumultuada do verão alemão. Para a zaga, veio Jerome Boateng, e a lateral direita agora é ocupada por Rafinha, com Philipp Lahm indo para o lado esquerdo. A má notícia para o torcedor do clube é que Daniel Van Buyten, apesar de todo o esforço que faz para sair do time, foi titular na pré-temporada.

No meio-campo, a briga de foice é para saber quem será titular junto com Bastian Schweinsteiger, já que as três vagas de meia possuem donos bem definidos. Anatoly Tymoshchuk, Luiz Gustavo, Toni Kroos, Danijel Pranjic e até David Alaba lutam por um lugar no time titular, e algum deles poderá ser encaixado como meia pela esquerda com Robben, o craque incontestável do time, pela direita. No ataque, Ivica Olic está recuperado da lesão que o afastou da temporada passada e poderá disputar posição ou formar dupla com Mario Gómez, artilheiro da última Bundesliga com 28 gols.

Borussia Dortmund

Nome: Ballspielverein Borussia Dortmund
Fundação: 19/dez/1909
Site oficial: www.bvb.de
Estádio: Signal Iduna Park (80.720 lugares) em Dortmund
Técnico: Jürgen Klopp
Colocação em 2010/11:
Competição europeia: Liga dos Campeões
Destaque: Mario Götze
Fique de Olho: Ilkay Gündogan
Quem chegou: Ivan Perisic (M, Club Brugge-BEL), Moritz Leitner # (M, Augsburg), Chris Löwe (D, Chemnitzer), Ilkay Gündogan (M, Nürnberg), Julian Koch # (D, Duisburg).
Quem saiu: Dedê (D, Eskisehirspor-TUR), Tamas Hajnal (M, Stuttgart), Nuri Sahin (M, Real Madrid-ESP), Marco Stiepermann * (A, Alemanha Aachen), Lasse Sobiech * (D, St. Pauli), Daniel Ginczek * (A, Bochum), Markus Feulner (M, Nürnberg).
Objetivo na temporada: título

Campeão com sobras em 2010/11, o Borussia Dortmund mostrou força na temporada e tentará repetir o feito nessa temporada, missão que parece mais difícil com o fortalecimento defensivo do Bayern Munique. Da equipe titular da temporada passada, apenas Nuri Sahin saiu, vendido para o Real Madrid, e provavelmente será substituído pelo habilidoso Ilkay Gündogan, contratado junto ao Nürnberg. No meio-campo, destaque para a volta de Shinji Kagawa, recuperado de lesão, que formará com Mario Götze e Kevin Grosskreutz a linha ofensiva de três jogadores no meio-campo, com Lucas Barrios no ataque.

Na defesa, que tomou apenas 22 gols na temporada passada, nenhuma mudança. A ótima dupla de zaga formada por Mats Hummels e Neven Subotic segue firme na equipe, assim como os bons laterais Lukasz Piszczek e Marcel Schmelzer. Entre os novos contratados, quem mais chamou a atenção na pré-temporada foi o croata Ivan Perisic, que pode atuar tanto no meio quanto no ataque. O jovem Moritz Leitner, de apenas 19 anos, e o lateral esquerdo Chris Löwe também mostraram talento.

Borussia Mönchengladbach

Nome: Borussia VfL 1900 Mönchengladbach e.V.
Fundação: 01/ago/1900
Site official: www.borussia.de
Estádio: Borussia Park (54.067 lugares), em Mönchengladbach
Técnico: Lucien Favre
Colocação em 2010/11: 16°
Competição europeia: nenhuma
Destaque: Marco Reus
Fique de Olho: Marc-André ter Stegen
Quem chegou: Yuki Otsu (M, Kashiwa Reysol-JAP), Oscar Wendt (D, Kobenhavn-DIN), Michael Bradley # (M, Aston Villa-ING), Matthias Zimmermann (D, Karlsruhe), Joshua King * (A, Manchester United-ING), Lukas Rupp (M, Karlsruher)
Quem saiu: Marcel Meeuwis (M, VVV-HOL), Karim Matmour (A, Eintracht Frankfurt), Anderson Bamba (D, Eintracht Frankfurt), Paul Stalteri (D, sem clube)

Depois de ser dado como rebaixado e se salvar de uma maneira espetacular na temporada passada, o Borussia Mönchengladbach buscará em 2011/12 reencontrar a paz e a alegria despretensiosa de figurar no meio da tabela por muito tempo. Até agora, nenhum destaque da equipe saiu, e alguns reforços interessantes, como Oscar Wendt e Matthias Zimmermann foram contratados.

As esperanças da equipe estão sobre os pés de Marco Reus, assim como em 2010/11. Caso não seja vendido ou se machuque, o meia certamente será o jogador mais importante da equipe durante todo o campeonato e fundamental na luta contra a degola. A incerteza em relação ao futuro dele, porém, acaba colocando o potencial do time em xeque. Afinal de contas, se com ele as últimas temporadas vividas pelo clube não foram das melhores, sem ele a coisa poderá afundar de vez.

Freiburg

Nome: Sport-Club Freiburg
Fundação: 30/mai/1904
Estádio: Badenova (24.000 lugares), em Freiburg
Site oficial: http://www.scfreiburg.com/
Técnico: Marcus Sorg
Colocação em 2010/11:
Competição europeia: nenhuma
Destaque: Demba Papiss Cissé
Fique de Olho: Oliver Baumann
Quem chegou: Ivica Banovic # (M, Duisburg), Beg Ferati (D, Basel-SUI), Daniel Batz (G, Nürnberg), Garra Dembélé (A, Levski Sófia-BUL).
Quem saiu: Jonathan Jäger (M, sem clube), Simon Pouplin (G, sem clube), Ömer Toprak (D, Bayer Leverkusen), Tonny Bechmann (A, Sonderjyske-DIN)
Objetivo na temporada: meio da tabela

Depois de lutar para não cair em 2009/10 e ficar com a honrosa nona colocação na última temporada, o Freiburg tem agora um novo desafio para 2011/12: se manter na primeira divisão sem o técnico Robin Dutt, que colheu os frutos do bom trabalho realizado no clube nos últimos anos e assinou contrato com o Bayer Leverkusen. A missão de substituí-lo caberá a Marcus Sorg, que tem passagem pelas divisões de base do clube e conhece parte do elenco.

Sorg, 45 anos, terá nas mãos uma base que está montada e sofreu pouquíssimas perdas em relação à temporada passada. A única saída significativa foi a de Ömer Toprak, que foi para o Bayer Leverkusen, mas Papiss Demba Cissé, vice-artilheiro da última Bundesliga, continua na equipe. Ele poderá ter como parceiro o malinês Garra Dembélé, que vem de ótima passagem pelo Levski Sófia. No gol, os holofotes se voltam para o jovem Oliver Baumann, que já é sondado em diversos grandes clubes.

Hamburg

Nome: Hamburger Sport Verein
Fundação: 29/set/1887
Estádio: Imtech Arena (57.274 lugares), em Hamburgo
Site oficial: http://www.hsv.de/
Técnico: Michael Oenning
Colocação em 2010/11:
Competição europeia: nenhuma
Destaque: David Jarolim
Fique de Olho: Son Heung-Min
Quem chegou: Michael Mancienne (M, Chelsea-ING), Jacopo Sala (M, Chelsea-ING), Gökhan Töre (M, Chelsea-ING), Jeffrey Bruma* (D, Chelsea-ING), Per Cijan Skjelbred (M, Rosenborg-NOR), Mickaël Tavares# (M, Middlesbrough-ING), Marcus Berg # (A, PSV-HOL), Wolfgang Hesl# (G, Ried-AUT), Tolgay Arslan# (M, Alemania Aachen), Sören Bertram# (M, Augsburg).
Quem saiu: Jonathan Pitroipa (M, Rennes-FRA), Zé Roberto (M, AL Gharafa-QAT), David Rozehnal (D, Lille-FRA), Piotr Trochowski (M, Sevilla-ESP), Ruud Van Nilsterooy (A, Málaga-ESP), Frank Rost (G, New York Red Bulls-EUA), Alex Silva (D, Flamengo-BRA), Joris Mathijsen (D, Málaga-ESP), Tunay Torun (A, Hertha Berlim), Macauley Chrisantus* (A, FSV Frankfurt), Eric Maxim Choupo-Moting (M, Mainz 05), Colin Benjamin (M, 1860 Munique), Kai-Fabian Schulz (D, Carl Zeiss Jena).
Objetivo na temporada: vaga na Liga dos Campeões

Depois de torrar rios de dinheiro com alguns medalhões bons de bola em decadência e diversos jogadores de qualidade duvidosa, o Hamburg resolveu inverter o polo violentamente em 2011/12. Permitiu a saída de vários jogadores experientes e contratou o dinamarquês Frank Arnesen, ex-Chelsea, que assumiu como diretor de futebol e trouxe ao todo quatro jogadores dos Blues para compor o elenco. O mais experiente deles é o volante Michael Mancienne, que deverá ter boas chances no time, assim como meia turco Gökhan Töre, que fez boas partidas na temporada.

Com toda essa renovação, o destaque do time continua sendo o volante tcheco David Jarolim, jogador eficiente que dá sustentação ao meio-campo do time e um dos poucos sobreviventes da debandada dos experientes. O holandês Eljero Elia, já badalado há algum tempo, é outro que poderá ter mais espaço, assim como o jovem sul-coreano Son Heung-Min, que já se destacou na temporada passada e fez os dois gols da vitória sobre o Bayern Munique em um torneio amistoso na pré-temporada. O peruano Paolo Guerrero e o croata Mladen Petric também deverão ser muito úteis no ataque.

Hannover 96

Nome: Hannoverscher Sportverein von 1896
Fundação: 12/abr/1896
Estádio: AWD-Arena (49.000 lugares) em Hannover
Site oficial: http://www.hannover96.de/
Técnico: Mirko Slomka
Colocação em 2010/11:
Competição europeia: Liga Europa
Destaque: Didier Ya Konan
Fique de Olho: Ron-Robert Zieler
Quem chegou: Christian Pander (D, Schalke 04), Artur Sobiech (A, Polônia Varsóvia-POL), Henning Hauger (M, Stabaek-NOR).
Quem saiu: Florian Fromlowitz (G, Duisburg), DaMarcus Beasley (A, Puebla-MEX), Mikael Forssell (A, sem clube), Tim Hofmann (D, sem clube), Felix Burmeister (D, Arminia Bielefeld), Willii Evseev (M, Wiener Neustadt-AUT).
Objetivo na temporada: vaga na Liga Europa

Depois da surpreendente quarta colocação na temporada passada, o Hannover 96 tem como meta continuar crescendo em 2011/12, mas pode esbarrar na própria falta de ousadia. A base do time foi mantida, com nomes como Didier Ya Konan, Sergio Pinto e Konstantin Rausch, mas poucos jogadores foram contratados e essa falta de peças de reposição no elenco poderá cobrar seu preço durante a temporada, com o time disputando três competições.

O principal reforço trazido pelo técnico Mirko Slomka foi o atacante polonês Artur Sobiech, destaque do Polônia Varsóvia, que chega para suprir uma das maiores carências da equipe, que deverá manter o mesmo estilo de jogo. Resta saber se a solidez defensiva e a rapidez dos contragolpes será suficiente para que o time possa novamente cumprir um bom papel em nível nacional e mesmo na Liga Europa, competição na qual o Hannover entra como franco atirador.

Hertha Berlim

Nome: Hertha Berliner Sport-Club von 1892
Fundação: 25/julho/1892
Estádio: Olímpico (75 mil lugares), em Berlim
Site oficial: www.hertha.de
Técnico: Markus Babbel
Colocação em 2010/11: 1° (segunda divisão)
Competição europeia: nenhuma
Destaque: Adrián Ramos
Fique de Olho: Pierre-Michel Lasogga
Quem chegou: Thomas Kraft (G, Bayern Munique), Andreas Ottl (M, Bayern Munique), Tunay Torun (A, Hamburg), Kaká* (D, Braga-POR) Maik Franz (D, Eintracht Frankfurt), Peter Niemeyer (M, Werder Bremen).
Quem saiu: Sascha Bigalke (M, Unterhaching), Lennart Hartmann (M, Alemannha Aachen), Daniel Beichler* ( M, Duisburg), Marvn Knoll* (M, Dynamo Dresden), Valeri Domovchiyski (A, Duisburg).
Objetivo na temporada: evitar o rebaixamento

Depois do trauma da catastrófica campanha do rebaixamento em 2009/10, o Hertha Berlim juntou os cacos, remontou o time para a 2. Bundesliga e foi campeão com sobras, sem muitos sobressaltos, trazendo a capital alemã de volta à elite do futebol do país. O objetivo agora é, portanto, se manter na primeira divisão, aconteça o que acontecer, mas para isso talvez sejam necessários alguns reforços, e o próprio desenrolar da temporada dirá quais são as principais carências do time.

Entre os jogadores já contratados, destaque para o goleiro Thomas Kraft e o meio-campista Andreas Ottl, ambos vindos do Bayern Munique. Os irmãos brasileiros Ronny e Raffael, que cumpriram um bom papel na segundona, também são boas armas na mão do técnico Markus Babbel. O principal destaque do time, porém, é o atacante colombiano Adrián Ramos, titular de sua seleção e artilheiro do time na temporada passada. Ele formará dupla com o jovem e promissor Pierre-Michel Lassoga, de apenas 20 anos, que poderá ser uma das revelações da temporada se repetir o bom desempenho de 2010/11.
 

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo