Alemanha

Grupo judaico pede exclusão de Dejagah da seleção sub-21

Um grupo judaico alemão exigiu que Ashkan Dejagah seja cortado da seleção alemã sub-21. O meia do Wolfsburg, nascido no Irã, recusou-se a viajar para uma partida contra Israel pela fase eliminatória do Europeu da categoria, sexta-feira, em Tel Aviv.

“Seria uma afronta tolerar em silêncio esse comportamento, por isso espero que a federação alemã exclua o atleta da seleção”, afirmou Charlotte Knobloch, presidente do Conselho Central dos Judeus na Alemanha.

Dejagah, de 21 anos, nasceu em Teerã, mas mudou-se com seus pais para a Alemanha quando ainda era pequeno. Desde 1979, quando ocorreu a Revolução Islâmica, o Irã se recusa a reconhecer Israel. Os cidadãos iranianos são proibidos de viajar para o país.

Theo Zwanziger, presidente da federação alemã (DFB), aceitou o pedido do jogador por ser ‘de natureza pessoal’. “Não aceitaremos que um jogador da seleção peça dispensa de um jogo internacional baseado em sua visão de mundo”, comentou o dirigente.

Como parte da visita a Israel, os jogadores da equipe sub-21 visitarão um memorial às vítimas do Holocausto. Mahmoud Ahmadinejad, presidente do Irã, causou grande polêmica ao duvidar da existência do massacre dos nazistas ao povo judeu.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo