AlemanhaBundesliga

Confira o último discurso completo de Klopp no Signal Iduna Park

Mesmo a temporada turbulenta, de risco constante de rebaixamento, não foi suficiente para diminuir o sentimento da torcida do Borussia Dortmund pelo técnico Jürgen Klopp. O desgaste da relação, no entanto, levou o treinador a decidir pela saída do Signal Iduna Park ao fim desta temporada. Em sua última partida no estádio, no sábado, a torcida aurinegra deixou claro que guarda apenas boas recordações do homem que comandou a equipe por sete anos e recolou o time no mapa do futebol europeu. O sentimento foi recíproco, e o discurso de despedida que o técnico preparou aos torcedores emocionou muita gente nas arquibancadas.

VEJA TAMBÉM: O Dortmund proporcionou uma despedida fantástica a Klopp e Kehl

Klopp começa explicando que preferiu gravar uma mensagem porque “aprendeu com os erros do passado”. Lembra que, quando deixou o Mainz, despediu-se ao vivo e se enrolou com as palavras porque não conseguia parar de chorar. A escolha pela mensagem gravada se mostrou bastante acertada, com o treinador tocando em pontos racionais, passionais e importantes em seu último diálogo com o torcedor aurinegro. Confira o discurso todo abaixo, tanto escrito como em vídeo, e veja também a emocionante reação de Klopp à festa proporcionada pela torcida.

“Os sete anos de nossa vida juntos chegarão ao fim na semana que vem, mas esta é a última vez que estamos aqui, juntos, no Signal Iduna Park, que tem sido minha casa. É um estádio extraordinário, um lugar extraordinário. Mas é claro que só é extraordinário assim não por ter sido construído de forma soberba, mas porque vocês fizeram o que ele é. Curti cada segundo aqui, não apenas no estádio, mas em geral, com vocês, e agradeço do fundo do meu coração.

Minha equipe técnica e eu tivemos a sorte de chegar aqui em 2008, e, se há uma situação de todos os lados vitoriosos no futebol, foi essa. Passamos um longo período de nossas vidas, vivemos coisas, passamos por coisas juntos, e essas coisas ficam na sua memória de maneira positiva. Estou levando uma grande quantidade de energias positivas comigo e espero que vocês também. Essas são as coisas pelas quais você agradece. Meu agradecimento vai também ao (presidente) Reinhard Rauball, ao (diretor-executivo) Joachim Watzke, ao (diretor esportivo) Michael Zorc e a todo funcionário do Borussia Dortmund.

Acreditem em mim, vocês podem ficar orgulhosos por pessoas como essas estarem cuidando do seu clube, porque cada pessoa que trabalha pelo BVB é também torcedora do clube. Não sei se é assim em todos os lugares, mas, aqui, é. Eles fazem tudo de coração e são os melhores no que fazem. Foi um grande prazer trabalhar com todos vocês e uma grande honra trabalhar para esse clube e para vocês. Agora esse tempo passou, e, como uma pequena dica de alguém que já teve que dar adeus a um clube fantástico antes, especificamente o Mainz, eu só posso aconselhar que vocês não façam comparações comigo, porque comparações diminuem as memórias maravilhosas que existem e tornam um futuro maravilhoso mais difícil. E este clube terá um futuro maravilhoso, tenho certeza absoluta disso.

Vocês são todos sensacionais e conseguiram um grande treinador. Mas nós ainda temos alguns planos, porque na semana que vem estaremos na final da Copa da Alemanha,  e idealmente eu adoraria celebrar no centro da cidade no domingo. Seria ótimo terminar as coisas de tal maneira. Me diverti muito aqui e, de novo, muito, muito obrigado por tudo. E nos veremos novamente, definitivamente nos veremos novamente.”

Festa da torcida em homenagem a Klopp:

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo