AlemanhaBundesliga

Céu azul: Schalke derruba Dortmund em Gelsenkirchen

Os torcedores do Schalke 04 tiveram o sábado que queriam. Depois de vencer o arquirrival Borussia Dortmund fora de casa por 2 a 1 no primeiro turno, conseguiu repetir o resultado em casa com outra ótima atuação. Uma atuação que vale muito em vários sentidos: uma vitória contra o seu maior rival, três pontos a mais na tabela da Bundesliga, onde o time busca classificação para a Liga dos Campeões, e impede o adversário de somar pontos, já que está à sua frente e também briga por vaga na principal competição do continente.

Depois de conseguir a classificação com muita facilidade na Liga dos Campeões, esperava-se que o Dortmund viesse para o clássico com a fome de dar o troco ao Schalke pela derrota no primeiro turno. Só que o que se viu na Veltins Arena foi o Schalke vir com uma fome enorme de conseguir a vitória. E foi assim que chegou aos 2 a 0 no primeiro tempo.

O gol de Lewandowski no segundo tempo mostrou que o Dortmund voltou muito diferente na segunda etapa. Mostrou o futebol que a Europa conheceu bem nesta temporada. Só que o Schalke está em boa fase e tem um bom time, soube segurar o resultado, correr poucos riscos e tornar a vida do rival muito complicada fora de casa.

O Schalke cansou de perder contra-ataques no segundo tempo. Com o Dortmund indo para cima e tentando a pressão no campo de ataque, os espaços apareceram para os Azuis Reis colocarem muita correria quando tinham a bola. O problema é que Pukki, que entrou no lugar de Huntelaar, machucado, mostrou que não tem condições de ser titular. Perdeu diversas bolas e  desperdiçou ataques que poderiam ter matado o jogo. Farfán e Raffael, que entrou no segundo tempo, também desperdiçaram.

O Schalke chega a 39 pontos e alcança o quarto lugar, posição que da vaga na Liga dos Campeões. O Dortmund tem 46 e segue em segundo, mas já próximo do Bayer Leverkusen, que tem 45.

Formações iniciais

Schalke x Dortmund

Destaque do jogo

Uchida fez os passes para os dois gols do Schalke no dérbi. Suas descidas foram perigosas e uma arma do time da casa. O japonês acabou tendo participação decisiva no dérbi.

Momento-chave

A postura muito passiva do time do Dortmund no primeiro tempo deu todas as chances ao Schalke para dominar a partida por completo. A mudança de postura no segundo tempo não foi suficiente para mudar o jogo, que já estava amplamente favorável aos Azuis Reais.

Os gols

12’/1T: GOL DO SCHALKE!
O lateral Uchida chegou na linha de fundo e cruzou rasteiro para trás, Draxler recebeu e chutou no canto para abrir o placar.

35’/1T: GOL DO SCHALKE!
Nova jogada de Uchida pela direita, que desta vez cruza alto para a cabeçada mortal de Huntelaar.

Curiosidade

Com o resultado, o Schalke se igualou ao rival em número de vitórias no clássico, 29 para cada um em 83 jogos. Os dois times empataram 25 vezes.

Ficha técnica

SCHALKE 04 2X1 BORUSSIA DORMUND

Schalke_escudo Schalke 04
Timo Hildelbrand; Atsuto Uchida, Benedikt Höwedes, Joel Matip e Sead Kolasinac; Marco Höger e Roman Neustädter (Christian Füchs, 28’/2T); Jefferson Farfán, Julian Draxler (Raffael, 36’/2T) e Michel Bastos; Klaas-Jan Huntelaar (Teemu Pukki, 9’/2T). Técnico: Jens Keller
Borussia Dortmund_escudo Borussia Dortmund
Roman Weindenfeller; Lukasz Piszczek, Neven Subotic, Mats Hummels (Nuri Sahín, intervalo) e Marcel Schmelzer; Ilkay Gündogan (moritz Leitner, 31’/2T) e Sven Bender; Jakub Blaszczykowski, Mario Götze e Kevin Grosskreutz (Marco Reus, intervalo); Robert Lewandowski. Técnico: Jürgen Klopp
Local: Estádio Veltins Arena (Gelsenkirchen-ALE)
Árbitro: Peter Gagelmann (ALE)
Gols: Draxler, 12’/1T, Huntelaar, 35’/1T (Schalke 04), Lewandowski, 14’/2T (Borussia Dortmund)
Cartões amarelos: Huntelaar, Kolasinac, Höger (Schalke 04)
Cartões vermelhos: Nenhum

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo