AlemanhaBundesliga

Bundesliga aguardará mais uma semana pela autorização do governo ao reinício do campeonato

A Bundesliga ainda espera se tornar a primeira das grandes ligas europeias a retomar suas atividades nesta temporada. No entanto, a DFL (a entidade que organiza a liga) precisará aguardar um pouco mais pela autorização do governo alemão. Os clubes retornaram aos treinos no início de abril e a expectativa era de que as autoridades sanitárias pudessem permitir a retomada do campeonato a partir de maio. Nesta quinta-feira, porém, o governo adiou sua decisão. A resposta aos times da primeira e da segunda divisão deverá sair em 6 de maio.

Os clubes da Bundesliga já vinham se antecipando ao movimento e realizando uma preparação incisiva à retomada do campeonato. Além dos treinamentos, os elencos também passaram a ser testados regularmente, para detectar atletas infectados com o coronavírus. Com isso, a DFL esperava acelerar seus passos e dar mais motivos para o sinal verde do governo, com a realização da rodada a partir da próxima semana. Todavia, a cautela imperou.

O futebol estava entre as pautas da videoconferência desta quinta, com a participação da chanceler Angela Merkel e dos primeiros-ministros de todos os 16 estados da Alemanha. Segundo a governante, este ainda era um passo intermediário, antes de definir as novas diretrizes mais relaxadas do isolamento social. “Tomaremos decisões muito claras em 6 de maio, para dizer em quais datas e de quais maneiras poderão ser retomadas atividades em escolas, creches e também atividades esportivas sob certas condições”, declarou.

A posição do governo deverá se basear nas recomendações dos ministros alemães. Será uma reabertura gradual. Chefe do governo, Helge Braun avalia que o futebol deva receber uma consideração diferente de outros esportes, diante das próprias dimensões da modalidade e também de sua importância financeira. Neste momento, as perspectivas da Bundesliga são de recomeçar em 22 de maio ou 29 de maio. Restando mais nove rodadas para o fim do campeonato, a DFL tem intenção de encerrar a disputa em junho.

Não há possibilidade de retomar o campeonato com portões abertos. As aglomerações estão proibidas na Alemanha ao menos até setembro. Para garantir a volta da Bundesliga, a DFL formou uma força-tarefa que elaborou uma série de medidas preventivas. Entre as principais ações estão os testes frequentes entre os jogadores e também o isolamento dos elencos durante as rodadas. Mesmo assim, isso não torna os futebolistas imunes aos riscos.

Há uma série de lacunas, sobretudo em relação aos atletas com histórico médico desfavorável. Também preocupa o procedimento em caso de contaminações isoladas dentro do elenco, pela maneira como isso pode levar outros jogadores à quarentena, bem como a forma como outras pessoas ao redor do futebol e dos futebolistas ficarão expostas. Há ainda a possibilidade de que o futebol seja uma motivação a aglomerações de torcedores além dos estádios, como ocorreu em outros jogos recentes com portões fechados. E existe a pertinente crítica sobre o tratamento especial conferido ao futebol de elite, com mais testes que a média da população e com regalias que não se oferecerão a outros esportes ou outras ligas inferiores.

Fato é que a oposição, neste momento, é maior do que o número de pessoas favoráveis à retomada da Bundesliga. Segundo pesquisa realizada pela Deutsche Welle, apenas 33% dos consultados defendem a realização das partidas com portões fechados no modelo proposto. A crise traz outras prioridades. Além disso, muitos torcedores também questionam se o futebol sem gente nos estádios deveria ser realmente prioritário, por mais que os clubes dependam do dinheiro da televisão.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador detectado

A Trivela é um site independente e que precisa das receitas dos anúncios. Considere nos apoiar em https://apoia.se/trivela para ser um dos financiadores e considere desligar o seu bloqueador. Agradecemos a compreensão.