Alemanha

Bayern quebra sequência de vices na Supercopa, mas ainda precisa melhorar

Foi apenas o primeiro jogo da temporada, o primeiro oficial sob o comando de Carlo Ancelotti, mas o Bayern de Munique não brilhou na final da Supercopa da Alemanha. Principalmente no primeiro tempo, foi superado pelo Borussia Dortmund até conseguir construir a vitória por 2 a 0, na etapa final, e quebrar uma sequência de três vice-campeonatos seguidos na competição que abre a temporada na Alemanha – um para o Wolfsburg, dois para o Dortmund.

LEIA MAIS: Pogba e a história do “filho pródigo da base” que vem se tornando cada vez mais comum

Não foi uma atuação preocupante dos bávaros, mas se espera bastante de uma equipe com tanto material humano e um técnico competente como Carlo Ancelotti. A transição do que exigia Guardiola para a maneira como o italiano imagina o seu time não virá sem alguns soluços. De qualquer forma, mostrou força ao conseguir vencer o bom time do Borussia Dortmund, mesmo sem brilhar.

O próprio Thomas Tuchel tem bastante trabalho pela frente para encaixar todas as peças novas que o clube adquiriu nesta pré-temporada, na tentativa de suprir as saídas de Gündogan, Hümmels e Mkhitaryan. Bartra foi titular e fez uma boa partida. Dembélé também começou jogando e deu bons sinais. Mas Schürrle e Götze começaram no banco de reservas, e apenas o primeiro foi utilizado contra o Bayern de Munique.

O Dortmund teve duas grandes chances no primeiro tempo. A primeira saiu de um lançamento de Bartra, desde a linha defensiva, que encontrou Aubameyang dentro da área, mas o atacante demorou muito para chutar e acabou bloqueado por Javi Martínez. Dembélé também desperdiçou sua oportunidade, mas ninguém perdeu um gol tão feito quanto Vidal. Na primeira ação, Bürki defendeu uma cabeçada do chileno à queima-roupa, em uma intervenção brilhante, mas a bola sobrou no pé do meia, debaixo da trave, e ele chutou por cima.

No segundo tempo, o Dortmund continuou pressionando, mas o Bayern subiu uma marcha e conseguiu chegar à vitória. Vidal apareceu livre dentro da área, após uma boa jogada coletiva, e chutou duas vezes para abrir o placar. Bürki cedeu outro rebote nos pés do chileno. Mais para o fim do jogo, em escanteio, Hümmels escorou, e Müller completou de dentro da pequena área.

Como costuma acontecer nessas partidas de começo de temporada, os dois times ainda estavam um pouco travados e o jogo não foi excelente, mas serviu para termos um gostinho do duelo que eles terão pelo título da Bundesliga, na próxima temporada, e para o Bayern de Munique voltar a vencer a Supercopa, depois de três derrotas.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo