Alemanha

Balanço da temporada – Parte I

Sim. Foi uma temporada emocionante. Mas a primeira parte do balanço do que aconteceu na Bundesliga 2008/09 começa pelas ultimas posições da tabela, onde também não faltou emoção para decidir quem ficaria na primeira divisão e quem lamentaria a queda para a Segundona da Alemanha.

Arminia Bielefeld

Colocação final: 18a, com 28 pontos
Técnico: Michael Frontzeck substituído por Jorg Berger
Maior vitória: 2×0 Colônia (5a rodada)
Maior derrota: 6×0 Borussia Dortmund (33a rodada)
Principal jogador: Dennis Eihoff
Decepção: Alexander Laas
Artilheiro: Artur Wichniarek (13 gols)
Copa da Alemanha: eliminado na primeira fase pelo Stuttgart
Competição continental: nenhuma

Parecia que depois de cinco temporadas na Bundesliga, a equipe havia deixado para trás a oscilação entre a primeira e a segunda divisão. Mas com pouco investimento e o desempenho apagado do time, o desfecho não poderia ser diferente. Entre os últimos colocados na tabela desde o inicio, o Arminia Bielefeld, a equipe que mais empatou na temporada (16 empates), foi rebaixado. Nas ultimas rodadas, trocou seu treinador, em uma medida desesperada.

Karlsruher

Colocação final: 17a, com 29 pontos
Técnico: Edmund Becker
Maior vitória: 4×0 Hertha Berlim (34a rodada)
Maior derrota: 4×0 Hertha Berlim (17a rodada)
Principal jogador: Markus Miller
Decepção: Giovanni Federico
Artilheiro: Sebastian Freis (9 gols)
Copa da Alemanha: eliminado na segunda fase pelo Wehen Wiesbaden
Competição continental: nenhuma

O rebaixamento foi o resultado final da equipe que mais perdeu na temporada 2008/09 (21 derrotas). Para a disputa da segunda divisão e a conquista do acesso, o treinador Edmund Becker esta a procura de reforços principalmente para o setor defensivo , já que haverá uma verdadeira debandada de seus atletas e o elenco conta agora com apenas dois defensores.

Energie Cottbus

Colocação final: 16a, com 30 pontos
Técnico: Bojan Praniskar
Maior vitória: 3x 0 Bayer Leverkusen (34a rodada)
Maior derrota: 4×0 Schalke ( 28a rodada)
Principal jogador: Gerhard Tremmel
Decepção: Dennis Sörensen
Artilheiro: Dimitar Rangelov (9 gols)
Copa da Alemanha: eliminado na segunda rodada pelo Bayer Leverkusen
Competição continental: nenhuma

As duas derrotas contra o Nuremberg, que sacramentaram o rebaixamento do Energie Cottbus, retrataram como o time encerrou sua temporada: totalmente desequilibrado taticamente e emocionalmente. Depois de seis derrotas nos sete jogos finais, a vitória contra o Bayer Leverkusen na ultima rodada foi apenas uma ilusão de que o time escaparia da disputa da segunda divisão. O resultado da quase reformulação total do elenco em relação a ultima temporada não poderia ser mais desastroso.

Borussia Monchengladbach

Colocação final: 15a , com 34 pontos
Técnico: Jos Luhukay substituído por Hans Meyer
Maior vitória: 4×1 Hamburg (23a rodada)
Maior derrota: 5×0 (33a rodada)
Principal jogador: Marko Marin
Decepção: Paul Stalteri
Artilheiro: Rob Friend (7 gols)
Copa da Alemanha: eliminado na primeira fase contra o Energie Cottbus
Competição continental: nenhuma

Foi por pouco, mas o Borussia Monchengladbach escapou de um novo rebaixamento graças a uma reação nas ultimas rodadas e o apoio de sua torcida. Mesmo com o baixo rendimento, o time conseguiu revelar bons talentos como Alexander Baumjohann, já negociado com o Bayern de Munique e favoreceu o amadurecimento de Marko Marin. Teve o segundo pior desempenho defensivo da temporada, ao sofrer 62 gols.

Bochum

Colocação final: 14a, com 32 pontos
Técnico: Marcel Koller
Maior vitória: 3×0 Hoffenheim (27a rodada)
Maior derrota: 4×0 Eintracht Frankfurt (16a rodada)
Principal jogador: Christian Fuchs
Decepção: Paul Freier
Artilheiro: Stanislav Sestak (9 gols)
Copa da Alemanha: eliminado na primeira fase pelo Hamburg
Competição continental: nenhuma

Mesmo que tenha se livrado do rebaixamento com certa tranquilidade, teve um desempenho pior em relação a temporada anterior, quando terminou o campeonato na 12a posição. Os principais problemas do time foi o elenco envelhecido e o excesso de cartões amarelos (foi a equipe que mais recebeu cartões amarelos, 83). O ataque da equipe deixou muito a desejar, com 39 gols marcados.

Eintracht Frankfurt

Colocação final: 13a, com 34 pontos
Técnico: Friedhelm Funkel
Maior vitória: 4×0 Bochum (16a rodada)
Maior derrota: 5×0 Werder Bremen (32a rodada)
Principal jogador: Oka Nikolov
Decepção: Caio
Artilheiro: Nikos Liberopoulos
Copa da Alemanha: eliminado na segunda partida pelo Bayer Leverkusen
Competição continental: nenhuma

Se analisarmos o desempenho defensivo do time ( a 3a pior defesa da competição), a permanência na primeira divisão pode ser considerada uma vitória. Menos mal que a equipe contou com o atacante grego Nikos Liberopoulos e com os bons momentos da promessa tcheca, Martin Fenin.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo