AlemanhaBundesliga

Aproximação silenciosa e eficaz

Depois de um início espetacular na Bundesliga, o Bayern Munique finalmente perdeu seu primeiro jogo. A derrota para o Hannover 96 queimou a gordura que os bávaros tinham para queimar e eles já enxergam pelo menos três equipes no retrovisor, ali na cola, esperando só um vacilo para reequilibrar o campeonato. Uma delas é o Borussia Dortmund, vice-líder, atual campeão e também favorito ao título. Outra é o Schalke 04, que corre por fora na briga, ocupa a terceira posição e, pela história que tem, não pode ser chamado de intruso na briga pelo título.

Os azuis reais cresceram bastante. Depois de claudicar no início e tomar um vareio de bola do Bayern Munique – 2 a 0, fora o baile, em Gelsenkirchen, tomaram  vergonha na cara. A saída de Ralf Rangnick, que alegou cansaço para deixar o cargo, parece ter sido positiva para a equipe, que se encontrou sob a orientação do experiente Huub Stevens, holandês que comandou a equipe no histórico vice-campeonato em 2000/01, que dói até hoje na alma de todo e qualquer torcedor azul real que tinha o mínimo de consciência na época. De volta ao clube após nove anos, chegou no dia 27 de setembro e disputou seis partidas, com cinco vitórias e uma derrota.

Stevens, que é holandês, teve mais sensibilidade do que Rangnick para perceber a vocação ofensiva do time. Efetivou o jovem Julian Draxler, de apenas 18 anos, como titular, e deu mais liberdade a Lewis Holtby, preterido por Felix Magath na temporada passada, mas que se destacou no Mainz 05 e voltou com status de titular. Acabou a farra dos volantes, a congregação de 645 burucutus que ficavam por ali dando porrada, executando passes laterais e acrescentando muito pouco na parte ofensiva. Kluge, Hölger e Moritz perderam espaço consideravelmente.

Além disso, o técnico fez outra alteração significativa. Benedikt Höwedes, outrora zagueiro, mudou-se para a lateral direita, para o lugar de Atsuto Uchida. Com isso, a equipe ganha em poder de marcação, pois o japonês, apesar de apoiar bem, tinha dificuldade em combater os adversários, sobretudo aqueles de maior força física. Na esquerda, o austríaco Christian Fuchs simplesmente ganhou a posição e não deixou margem para dúvidas, da mesma maneira que fazia no Mainz 05, seu antigo clube. Eficiente na marcação, rápido, bom nos cruzamentos e nas cobranças de falta, ele possui todos os atributos necessário para que um lateral viva em clima de paz e amor com a torcida do time que defende.

No miolo de zaga, a alteração também foi interessante, embora não necessariamente seja definitiva. Joel Matip, de 20 anos, e Kiriakos Papadopoulos, 19, formam uma defesa rápida, voluntariosa, boa no jogo aéreo e, por vezes, um pouco violenta e insegura, é verdade, embora seja promissora. No gol, com a cirurgia de Ralf Fährmann, a diretoria se apressou em contratar o experiente Timo Hldebrand, mas o fato é que Manuel Neuer ainda faz muita falta e nenhum dos nomes citados conseguirá substituí-lo à altura.

Não adianta, no entanto, chorar pelo leite derramado. O jeito é seguir em frente. O experiente trio ofensivo da equipe sabe disso e tratou de decidir as partidas com gols. Ao todo, Raúl, Klaas-Jan Huntelaar e Jefferson Farfán são responsável por 14 dos 19 gols da equipe, que tem o terceiro melhor ataque do campeonato e faz um início de temporada muito melhor do que em 2010/11. Na Liga Europa, o time já soma sete pontos em três jogos e a classificação para a próxima fase com o primeiro lugar do Grupo J da competição. O bom desempenho por lá, porém, jamais igualará a histórica classificação para as semifinais da Liga dos Campeões na temporada passada, mas contempla um objetivo mais realista, à altura do que o time atual pode produzir.

Hannover também na briga

Quem também figura entre os primeiros é o Hannover 96, que fez belíssima campanha no ano passado, com o quarto lugar e, ao que tudo indica, quer repetir a dose nessa temporada. A vitória sobre o Bayern Munique por 2 a 1 no domingo mostrou que o time soube preservar algumas qualidades de 2010/11, como a aplicação tática defensiva e a eficiência dos contra-ataques, além, é claro, do comando que o técnico Mirko Slomka tem sobre os jogadores.

Dentro de campo, os destaques são praticamente os mesmos. O goleiro Ron-Robert Zieler, convocado por Joachin Löw para a seleção alemã recentemente, fechou o gol contra o Bayern, e mostrou que merece estar no Nationalelf, mesmo com uma grande concorrência na posição. O atacante norueguês Mohammed Abdellaoue, no entanto, cresceu bastante e é hoje a principal opção ofensiva do time, sobretudo porque o marfinense Didier Ya Konan está às voltas com lesões nesse início de temporada.

Outros destaques são o volante português Sérgio Pinto, que demonstra muita regularidade, e o lateral esquerdo Christian Pander, contratado junto ao Schalke 04, que fez o gol da vitória contra os bávaros e mostrou de vez que está recuperado de todas as lesões que o atormentaram nos últimos dois anos. Rápido, aplicado taticamente e dono de um bom chute de fora da área, Pander é um nome interessante para uma posição carente no país e tem ajudado bastante sua equipe, seja com bons cruzamentos, chutes, ou apenas a aplicação na marcação.

A briga por Leno

O goleiro Bernd Leno, que está emprestado pelo Stuttgart ao Bayer Leverkusen, é agora o principal objeto de desejo dos Aspirinas para a próxima temporada. Leno, que chegou ao clube no início como alternativa para suprir a ausência de Rene Adler, roubou a cena com uma série de grandes partidas, a ponto do Leverkusen cogitar não renovar o contrato de Adler, que iria para o Schalke 04, para ficar com o garoto.

O Stuttgart, porém, já avisou, através de seu presidente, Gerd Mauser: só o vende houver uma oferta à qual não dê nem para pensar em recusar. O Leverkusen chegou a acenar com uma proposta de € 5 milhões, que o presidente não quis comentar no momento. Os Schwaben passam por algumas dificuldades financeiras e a tendência é que, se a proposta for realmente feita, o goleiro saia para que o clube possa fazer um pouco mais de caixa.
 

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo