Alemanha

A segunda metade

A Bundesliga será retomada após a tradicional pausa de inverno e algumas perguntas ficam no ar para esse segundo turno. O Bayer Leverkusen, enfim, conquistará seu primeiro título Alemão? O Bayern de Munique confirma a recuperação e acaba com o sonho do Leverkusen? Hertha e Stuttgart se salvam do rebaixamento?

O Bayer Leverkusen lidera e tem mais 17 rodadas para tentar quebrar o jejum dentro do Alemão. O time não tem nenhum grande craque, mas conta com uma equipe equilibrada e com uma ótima sintonia entre os jogadores. Os Leões ainda terão os retornos de Helmes e Renato Augusto na segunda metade do campeonato.

A principal ameaça é justamente o Bayern de Munique, que não perde há dez partidas. Mesmo com as saídas de Luca Toni, Breno e Ottl, emprestados, os Bávaros encontraram o bom futebol sob o comando de Van Gaal. E quando embalam, é difícil segurar. O que pode pesar contra é a insatisfação de alguns jogadores, como Klose e Ribéry. O atacante alemão não aceita ser reserva, enquanto o meia francês já declarou publicamente seu desejo de ir para o Real Madrid.

Schalke 04, Hamburgo e Borussia Dortmund terminaram o primeiro turno em alta e também estão na briga. O Schalke, na teoria, tem mais chances por estar na vice-liderança e por ter um trunfo no seu banco de reservas: Felix Magath.

O treinador alemão, muitas vezes tido como um ditador pelos jogadores dos clubes que ele comanda, é muito respeitado e já soma três títulos da Bundesliga como técnico – dois pelo Bayern e um pelo Wolfsburg na última temporada. Seu método de trabalho pesado geralmente dá resultado. É o que vemos nos Azuis-Reais, com um time forte, bastante viril e obediente taticamente.

Os verdes Werder Bremen, Wolfsburg e o Hoffenheim perderam fôlego e podem brigar por vagas nas copas europeias. Conquista do campeonato já virou algo bem difícil, mas não impossível. Quem não se lembra da campanha dos Lobos na última temporada? Um segundo turno arrasador e o título inédito ao final do Alemão.

E o Podolski? Muito mal no Colônia e várias críticas por parte da imprensa e dos torcedores alemães. Apesar disso, tem vaga na Copa do Mundo praticamente assegurada. Precisa melhorar para se manter entre os titulares da seleção. Sua equipe, pelo menos, já não sabe o que é perder há quatro jogos.

Mais embaixo na tabela, o Stuttgart respirou nas últimas rodadas e saiu da zona de rebaixamento. Escapar só depende dele. Contratou o lateral italiano Molinaro, da Juventus, e agora precisa melhorar o poderio ofensivo para não cair. E, por que não, ir mais além na Liga dos Campeões – lembrando que os Schwaben pegam “só” o Barcelona nas oitavas.

Hertha Berlim e Nuremberg, respectivamente lanterna e vice-lanterna, se reforçaram na tentativa desesperada de não cair. O time da capital tem agora o meia Kobiashvili e o atacante Gekas, enquanto o Nuremberg contratou melhor, com as chegadas de Breno e Ottl, ambos emprestados pelo Bayern.

Que comece o segundo turno. 

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo