Alemanha

A lista de Löw

A pré-lista da seleção alemã para a Eurocopa 2012 surpreendeu pouca gente. Talvez o nome de Julian Draxler cause algum impacto, mas nada que abale as estruturas da economia mundial ou mexa com os rumos das pesquisas com células-tronco. Joachin Löw fez o feijão com arroz, respeitou os seus princípios e principalmente as listas anteriores, abrindo exceções pertinentes a quem se destacou nos últimos meses como o próprio Draxler e o excelente Marc-André ter Stegen, goleiro espetacular de apenas 20 anos do Borussia Mönchengladbach.

Ainda existem, no entanto, algumas definições. Quem serão os cortados? Qual será o time base escolhido por Joachin Löw? E, fundamentalmente, quem será o lateral esquerdo escolhido para tapar os buracos deixados pelo ausente (com muita justiça) Denis Aogo na derrota para a França no último amistoso? Essas e outras questões você saberá a partir de agora, na pequena análise que esta coluna faz da lista. Confira:

Goleiros: Quatro foram convocados e um será cortado. Manuel Neuer é o titular absoluto, Tim Wiese o inexplicável reserva (se fosse para convocar alguém mais experiente, que Löw chamasse Weidenfeller, mais competente e confiável). Ron-Robert Zieler, do Hannover 96 e Marc-André ter Stegen, do Borussia Mönchengladbach, disputam o posto de jovem terceiro goleiro que vai à Euro para “ganhar experiência”.

Defensores: Há um ditado no nordeste do Brasil que diz que um homem pode ser qualquer coisa nessa vida, menos frouxo. E isso Löw não é. Chamou apenas Marcel Schmelzer para a lateral esquerda, preterindo Denis Aogo. Se Schmelzer não puder jogar, Holger Badstuber poderá ser o escolhido, e aí estaremos diante de uma temeridade. Badstuber evoluíu na zaga, mas continua sendo o caminho da felicidade adversária na lateral. Mats Hummels e Jérôme Boateng foram bem convocados, assim como o surpreendente Benedikt Höwedes, que fez uma belíssima temporada no Schalke e atua em qualquer posição da defesa.

Meio-campistas: Os gêmeos Bender foram convocados e provavelmente um deles será cortado. Surpreende positivamente a convocação de Ilkay Gündogan, que cresceu muito na reta final da Bundesliga e voltou aos planos de Löw, mostrando que ele respeita o momento. Julian Draxler é outro recompensado, mas chega para compor um grupo no qual as estrelas são Mesut Özil, Mario Götze e, Lukas Podolski e Thomas Müller. E ainda tem Marco Reus, que, se você ainda não conhece assim como não conhecia Özil e Khedira, saberá quem é na Euro.

Atacantes: Nesse caso, nenhuma surpresa. Mario Gómez e Miroslav Klose são inquestionáveis, embora não sejam um primor (a concorrência mais forte é de nomes como Patrick Helmes e Mike Hanke). Cacau tem uma boa folha corrida de serviços prestados ao Nationalelf, enquanto André Schürrle, apesar da temporada mediana com o Bayer Leverkusen, também fez boas partidas quando solicitado.

Possíveis cortados: A coluna aposta em Sven Bender, Julian Draxler, Cacau e Marc-André ter Stegen como possíveis cortados. Mas Lars Bender, Ilkay Gündogan, André Schürrle e Ron-Robert Zieler também podem ver o nome excluído da lista final.

Ausências importantes: Praticamente nenhuma. Talvez Simon Rolfes no meio, mas, pensando em longo prazo, é um nome facilmente descartável. Mike Hanke e Patrick Helmes não são confiáveis, bem como Stefan Kiessling e Piotr Trochowski, que foram à Copa do Mundo, mas perderam todo o espaço que tinham. Marko Marin, recém-contratado pelo Chelsea, é outro que perdeu prestígio, mas por ser novo ainda pode se recuperar. O já citado Roman Weidenfeller também é merecedor de uma chance, mas sempre foi excluído dos planos de Löw e seria incoerência uma convocação nesse momento. Sebastian Rudy, volante do Hoffenheim, também chamou a atenção nessa temporada e pode entrar nos planos para a Copa do Mundo.

Lesões: Vários jogadores importantes da seleção alemã sofreram com lesões nessa temporada. Os casos mais graves foram o de Miroslav Klose, Mario Götze e Bastian Schweinsteiger. Per Mertesacker também passou por alguns problemas sérios, mas ao que tudo indica estará pronto.

Copa da Alemanha: Dortmund e Bayern Munique se reencontram

Exatamente um mês e dois dias após o duelo que praticamente decidiu a Bundesliga, Bayern Munique e Borussia Dortmund se reencontram para decidir o título da Copa da Alemanha neste sábado, e o jogo tem cara de revanche, mas nem tanto, por motivos óbvios.

O Dortmund já ganhou o campeonato e festejou com doses generosas de cerveja, venceu outros dois jogos, festejou novamente e agora já não tem peso nenhum para administrar. O Bayern Munique deve estar pensando apenas na final da Liga dos Campeões e, se for esperto, poupará alguns de seus principais jogadores. Ou pelo menos jogará com o freio de mão puxado em algumas oportunidades.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de anúncios? Aí é falta desleal =/

A Trivela é um site independente, que precisa das receitas dos anúncios. Desligue o seu bloqueador para podermos continuar oferecendo conteúdo de qualidade de graça e mantendo nossas receitas. Considere também nos apoiar pelo link "Apoie" no menu superior. Muito obrigado!