Africa

Guiné conquista empate heroico contra Camarões, que perde chance de ouro em estreia da Copa Africana de Nações

Mesmo com um jogador a mais, Camarões não foi capaz de vencer Guiné, que se comportou bem na 1ª rodada do Grupo C da Copa Africana de Nações

Nesta segunda-feira (15), Camarões empatou com Guiné por 1 x 1, no Estádio de Iamussucro, na Costa do Marfim, pela 1ª rodada do Grupo C da Copa Africana de Nações. Com o resultado, os Elefantes de Guiné embolaram a chave ao lado dos Leões Indomáveis, pois Senegal aplicou um 3 x 0 na Gâmbia e disparou na liderança.

Ainda sem André Onana, a seleção camaronesa não teve capacidade de ganhar a partida mesmo jogando toda a etapa final com um jogador a mais, já que o capitão da seleção guineana foi expulso ainda nos acréscimos do 1º tempo.

Como foi Camarões x Guiné pela Copa Africana de Nações

Pela primeira vez em campo na Copa Africana de Nações 2024, a seleção camaronesa e a seleção guineana fizeram um início de jogo muito aberto. Aos seis minutos, uma falta lateral para os Elefantes de Guiné foi para Diakhaby, que subiu para fazer o cabeceio. Contudo, a bola passou por cima do travessão. E não demorou muito para o Leões Indomáveis ficarem atrás no placar.

Apenas três minutos depois, Bayo chutou a gol dentro da área, mas parou em Ondoa. O rebote ficou com a defesa de Camarões, que bateu cabeça e acabou entregando a bola nos pés do adversário. Ela voltou para o camisa 11 de Guiné, que dessa vez não desperdiçou e mandou para o fundo da rede. A resposta veio aos 12 minutos, em uma boa chance para os Leões Indomáveis.

Em cobrança de falta da intermediária, a bola foi lançada para o segundo pau. Ela quicou antes de chegar a Anguissa, que nem precisou pular para cabecear. Contudo, mesmo sozinho, ele perdeu um gol inacreditável. Com a vantagem no placar, os Elefantes de Guiné começaram a fechar sua marcação para apostar no contra-ataque, convidando o rival a partir para o ataque.

Entretanto, Camarões apresentou muitos erros na etapa inicial, sem criar outras chances claras de gol. Já nos acréscimos, Kamano deu três pisões consecutivos em Magri por trás. A princípio, o árbitro deu o amarelo, mas foi chamado pelo VAR para verificar o lance. Após a consulta, ele cancelou o cartão para expulsar o capitão de Guiné direto, o que acabou fazendo a diferença para o restante da 1ª rodada do Grupo C da Copa Africana de Nações.

Com um a mais fica mais fácil, mas…

Com um jogador a mais, ficou mais fácil para a seleção camaronesa. Logo aos cinco minutos, Nkoudou fez lindo cruzamento pela esquerda. No segundo pau, Magri ganhou da marcação e, como manda o figurino, cabeceou para o chão para empatar a partida contra a seleção guineana. E os Leões Indomáveis partiram para cima dos Elefantes de Guiné na tentativa de começar a Copa Africana de Nações com o pé direito.

Mesmo com a vantagem numérica, Camarões teve dificuldades em chegar com perigo novamente ao gol de Guiné. Tanto que isso só foi acontecer aos 42 minutos do 2º tempo, quando Tchamadeu, na linha de fundo, conseguiu um cruzamento rasteiro para trás. A bola encontrou Ekambi, que dominou, girou e bateu firme, mas foi parado por Kone.

Apesar do abafa, a seleção guineana conseguiu segurar o empate, que teve um gostinho de vitória. Já a seleção camaronesa criou um clima dramático para sua sequência na Copa Africana de Nações, pois a sensação foi de dois pontos desperdiçados. Fato é que isso foi tudo até o apito final.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo o futebol. Por mais redundante que seja, ama escrever sobre o que é apaixonado, ficando de olho em tudo o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo