Som das Torcidas é um podcast da Central 3, nossa parceira nos nossos podcasts. Traz para o rádio o som das arquibancadas, as inspirações que criam músicas, hinos, cantos, mantras que tornam o futebol um ambiente ainda mais incrível e apaixonante. O podcast tem mais de 70 episódios de times ao redor do mundo, misturando música e futebol. Agora, a série ganha também as telas. No último sábado, foi lançada a primeira temporada do Som das Torcidas, com cinco episódios dos times da cidade de São Paulo. E ver no cinema a estreia do Som das Torcidas não foi menos do que a o trabalho merece.

LEIA TAMBÉM: Podcast #39: Bola de Ouro, o recordista Vardy, o milagre cearense que inspira o Vasco e mais

O projeto nasceu de Francisco Pati e Matias Pinto, que criaram o podcast e agora trazem também em vídeo um pouco desse trabalho. A apresentação dos programas é de Paulo Júnior e Leandro Iamin, que visitaram Corinthians, Juventus, Palmeiras, Portuguesa e São Paulo, entrevistando membros das torcidas e entendendo de onde surgiram os diversos cantos que as arquibancadas lançam aos gramados para apoiar o time. Nas palavras da própria Central 3:

A ideia central do programa é pesquisar as origens, os significados, as referências e os detalhes de bastidores sobre as músicas que são tocadas e cantadas nas arquibancadas, levando ao fã de futebol as adaptações, paródias, apelidos, rivalidades e histórias que são musicadas pelos torcedores. Mais do que mostrar a torcida, o clima do jogo e a identidade de cada clube, o protagonismo é dos cantos e das canções que embalam os estádios espalhados pelo mundo.

Nessa primeira temporada, a equipe visitou as partidas e os torcedores de Corinthians, Juventus, Palmeiras, Portuguesa e São Paulo. Jornalistas como Celso Unzelte e Vitor Birner, músicos como Max BO e Ernesto Teixeira, além de visitas a sedes de torcidas dão o tom musical dos episódios, que também são críticos em relação ao novo momento do torcer na cidade. Entre os assuntos, o samba da Gaviões da Fiel que tomou a arquibancada, o palmeirense que deu início a influência dos ritmos argentinos, o grito contra a CBF criado pela torcida da Portuguesa, o ‘ódio eterno ao futebol moderno’ dos juventinos, a força da homenagem a Telê Santana no Morumbi, entre outros.

Além do óbvio valor musical do trabalho, que resgata histórias e inspirações e mostra as origens de cantos que muitos de nós estão acostumados a ouvir, traz algo ainda mais importante: a discussão sobre o ato de torcer, sobre a questão de estar lá, de como se faz isso. O diretor do filme Pedro Asberg, que dirigiu também “Democracia em Preto e Branco” e “Geraldinos”. O projeto ganhou um site próprio, o www.somdastorcidas.org.

Abaixo, você pode assistir os cinco episódios da primeira temporada, com os times paulistanos.

Corinthians
Juventus
Palmeiras
Portuguesa
São Paulo

FICHA TÉCNICA

Direção: Pedro Asbeg
Apresentação: Leando Iamin e Paulo Junior
Pesquisa: Leando Iamin, Matias Pinto, Paulo Junior
Fotografia e Câmera: Bruno Graziano
Técnicos de Som: Raoni Gruber e Ubiratan Guidio
Edição e Finalização: Gabriel Medeiros, edt.
Assistentes de Câmera: Cauê Gruber, Rafael Frazão, Everton Oliveira
Câmera Adicional: Leonardo Lepri
Correção de Cor: Pedro Saboya Burgos
Edição e Mixagem de Som: Cristiano Abreu
Produção Executiva: Francisco Pati
Direção de Produção: Bianca Oliveira
Site: Eduardo Camillo e Bianca Oliveira