O zagueiro Sergio Ramos superou uma marca histórica neste domingo. Aos 34 anos, chegou à marca de 23 gols pela seleção espanhola, o que o coloca como o defensor que mais fez gols pelo seu país. Superou o recordista anterior, Daniel Passarella, que fez 22. Uma marca impressionante para quem não tem o trabalho de fazer gols.

Sergio Ramos é um dos principais defensores do mundo. No Real Madrid desde 2005, conquistou todos os títulos possíveis por clube e seleção. Capitão da Espanha, chegou a 23 gols com a camisa do time do seu país em 172 jogos. Passarella chegou aos seus 22 gols em muito menos jogos, 70. O que não tira o mérito de Ramos por alcançar uma marca tão importante em uma seleção de peso.

Daniel Passarella foi capitão da Argentina na Copa de 1978 (Imago/Onefootball)

Com seus 23 gols, ele igualou a marca de Alfredo Di Stefano como quarto maior goleador da Espanha. Acima dele estão poucos: Raúl, com 44, Fernando Hierro, com 29, e Emilio Butragueño, com 25. Hierro chegou a atuar como zagueiro em parte da carreira, mas foi durante tempo meio-campista, onde marcou mais gols – e, por isso, não entra na conta.

“Pessoalmente, é um recorde que eu tinha em mente, superar Passarella, e fico muito contente e muito satisfeito”, afirmou o jogador, depois da partida deste domingo. “Sergio Ramos é um ganhador e seus números são inalcançáveis para qualquer jogador. A sua vontade é enorme, é um dos melhores do mundo na sua posição e por isso jogou com todos os treinadores que teve”, avaliou o técnico da Espanha, Luis Enrique.

“Espero que Sergio Ramos fique muito tempo e nos ajude a ganhar mais coisas. Desde o primeiro dia encontrei Ramos como um líder dentro do grupo, é um ganhador e sabe tirar do grupo porque soma em todas as situações”, afirmou o treinador.