“Todos os caminhos?”

– Babbo: você quer colocar a Roma na lista de favoritos no Calcio?

– Filhão, ou será ela a campeã ou o Milan. Nada contra a Inter, mas o time do Spalletti está certinho. O Aquilani dá mais dinâmica que o ótimo Pizarro e marca melhor. O Cicinho garante qualidade pela direita, sem perder tanto na marcação.

– Fora o Juan, né? Ele e o Méxes podem fazer uma das melhores duplas de zaga do mundo. Até o Perrotta tá mandando bem…

– Sim. Nem a mamma dele vai lembrar que era titular da Itália tetracampione. Mas na Roma ele funciona. E com o Totti logo à frente dele…

– Isssso. Aquele que você dizia que não poderia jogar isolado no 4-2-3-1 da Roma…

– Não é isso, filhão. Entendia que seria melhor que o Totti tivesse alguém ao lado, só para não ter de jogar muito enfiado, de costas para o gol, como pivô. Mas o Spalletti sacou um esquema legal, com ele e o Perrotta se revezando, saindo da área. Está dando certo.

– Mas quando o seu querido Pato puder jogar pelo Milan… Meu Deus! Até a Ilaria D’Amico vai virar um jaburu para você. O seu texto na revista “Trivela” para o Anatra, nem a assessoria de imprensa do Pato teria feito melhor. Nem o Ricardo Feltrin gosta mais do Pato que você!

– OK. Sou baba-ovo do Pato. Mas me cobre depois!

– Sei. Eu não tinha nascido quando você e o Rivellino diziam que o Arinélson iria jogar na seleção. Que o Felipe do Vasco tinha momentos do Garrincha…

– Mas eles jogavam o fino, filhão. E tem outra: como jornalista que se preza, não erro. Os fatos é que desandam. E não tenho culpa se alguns involuem. Não andam pra frente, ou só jogam pra trás.

– Tá legal. Fala então que o “futebol é momento”… Por isso o Dunga vai convocar até os netos do Fernando Menegazzo e do Afonso Alves… Aliás, você não tinham uns colegas de São Francisco que tinham esses nomes? Eles não foram seus colegas na Faculdade de Direito?

– Não. Mas que parece uma banca, parece. E os dois, certamente, não estariam nem no meu banco. Só que a gente precisa parar de falar que é um crime não convocar o Rogério Ceni, que é outro deixar de fora o Pato, que o Doni só é chamado para ser vendido… Cara: o Ceni é uma bandeira tricolor, mas não é por isso que tem de ser titular sempre. Como, aliás, só foi com o Leão.

– O único dos técnicos que era um goleirão…

– Sim. Mas não é crime lesa-bola chamar o Doni. Outro que também não precisa ser vendido…

– Claro. Está na Roma. Mas o Fernando anda esquecido na França, como o Afonso, naquele time dos fanhos, o Heeeeerenveeeeeeeeennnnn…

– É. Mas eu queria falar do Mourinho. Dos anos de Chelsea. Mas o espaço estourou.

– Como a paciência do Abramovich.

– E outras coisas também.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo