Não vale nada?

Tomara que todas as pessoas que gostam de falar que a Copa Sul-Americana não vale nada tenham assistido aos jogos entre São Paulo e Boca Juniors e River Plate e Botafogo. Um mais emocionante que o outro, de alto nível técnico e os tradicionais heróis da classificação.

A vitória por 1 a 0 do São Paulo já tinha sido um jogão, mas a virada espetacular do River, por 4 a 2, nesta quinta-feira, foi daquelas partidas que deixam qualquer um nervoso. Seja pela dedicação dos jogadores argentinos ou pela incapacidade dos brasileiros em definir um jogo ganho.

De qualquer modo, os jogos mostraram que os times se importam, e muito, com a competição. “Esse torneio não vale nada”, dizem os chatos de plantão. E a Copa Uefa, vale o quê? Um título a mais na galeria do clube, uma conquista internacional. “Classifica para onde?” Precisa levar para algum lugar para comemorar? E os estaduais, levam aonde?

Está na hora do brasileiro passar a valorizar um pouco mais essa competição. Até porque, a vaga na Copa Sul-Americana sempre é comemorada ao final do Campeonato Brasileiro e, para muitos, é o objetivo máximo do ano (que o diga Nelsinho Baptista).

Claro que existem alguma alterações necessárias em seu formato, como a padronização da classificação dos times e a definição dos países participantes. Mas, tradição, se ganha somente com o tempo.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo