Lukaku: o Drogba belga

Com apenas 16 anos e mais de 300 gols na carreira, Romelu Lukaku já é pretendido por gigantes como Milan, Real Madrid, Barcelona, Arsenal, Chelsea, Manchester United e Internazionale. Mas o jogador de 1.92m, por enquanto, segue na gelada Bélgica, a serviço do Anderlecht.

O adolescente já leva há tempos vida de gente grande. Abandonou os encontros com amigos nos shoppings de Bruxelas. Esqueceu as boates e as festas. Trocou a vida normal pelo confinamento no centro de treinamentos do Anderlecht. É lá que passa a maior parte do dia chutando, cabeceando e correndo.

O clube sabe que teve uma tremenda sorte em descobrir o futebol de Lukaku. E agora faz de tudo para não perdê-lo. Já avisou que vai adiar ao máximo a provável venda. Quer primeiro recuperar a hegemonia no campeonato nacional e encarar a Liga dos Campeões em 2010/11. O preço da jovem estrela, acreditam os dirigentes, vai triplicar após as exibições de gala nos gramados do continente.

Números que valem 15 milhões de euros

Os Lukaku respiram e vivem futebol. O pai, Roger Lukaku, foi jogador. Passou pelos pequenos KV Oostende, KV Mechelen e Germinal Ekeren, os três da Bélgica. E o irmão mais jovem, Jordan, atua nas categorias de base do Anderlecht. Por isso, a bola sempre foi o assunto na casa da família.

Romelu foi apresentado ao esporte aos quatro anos. Com seis já estava num clube estruturado, o Lierse, tetracampeão belga. Participou de 68 jogos pelas categorias Sub-12 e Sub-13 e marcou espantosos 130 gols. Em 2005, foi chamado pelo FC Bussels. No período de um ano, balançou as redes 68 vezes.

Impressionados com o atacante alto, forte, veloz, trombador e, especialmente, artilheiro, os olheiros do Anderlecht o levaram para o Constant Vanden Stock, a casa do clube. Disputou 88 partidas pelas divisões inferiores e anotou 121 gols.

No ano passado, dias depois de completar 16 anos, desembarcou no grupo principal. Assinou contrato até 2012 com valor superior a 15 milhões de euros e já jogou até a Liga dos Campeões. Assumiu a titularidade na atual temporada. Seus 15 gols na Jupiler League (campeonato belga da primeira divisão) deixaram o Anderlecht na ponta da classificação final. Agora, o time é o favorito para os playoffs – fase que reúne os seis melhores colocados e decide o campeão.

Junto com o sucesso na elite, vieram as convocações para a seleção principal. O técnico Dick Advocaat acredita que o atacante vai conduzir a Bélgica à Euro 2012, na Polônia e na Ucrânia. Vai ser a principal aposta de um time que nunca ganhou coisa alguma e sequer estará na Copa da África.

O Chelsea vai ter de esperar

Romelu Lukaku também é garoto-propaganda. É o símbolo do “Purple Talent”, o programa do Anderlecht para turbinar as categorias de base, revelar jogadores e vende-los a peso de ouro. Lukaku foi o primeiro da safra de centenas de belgas que a cada mês batem nas portas dos alojamentos do clube.

Sempre atuou com jogadores quatro anos mais velhos. Quando tinha 12, por exemplo, corria ao lado de adolescentes de 16 devido ao porte físico diferenciado. Hoje pesa 94 quilos, mede 1,92m e calça chuteiras número 49. É canhoto, mas prefere a bola aérea, jogada em que é mortal. Lembra Didier Drogba, com quem pode, inclusive, dividir o ataque do Chelsea.

Os ingleses de Stamford Bridge prometem investir pesado na contratação. Já tentaram levá-lo antes de assinar o contrato profissional com o Anderlecht. Mas Lukaku respondeu que não. Prefere ser campeão belga e concluir os estudos de Relações Públicas antes de pensar numa eventual transferência.

Perdeu o jogo e fez história

O Anderlecht teve a chance de entrar na Liga dos Campeões já em 2009/10. Seria a chance de ver o badalado atacante sob os holofotes da maior competição entre clubes do planeta. Para isso, a ordem era derrubar o forte e favorito Lyon na fase preliminar.

Saiu tudo errado e mesmo com Lukaku em campo o time apanhou feio. Levou 8×2 no resultado agregado. Mas o confronto serviu para um feito histórico. Romelu Lukaku entrou aos 25 minutos do segundo tempo do jogo de ida (5×1 Lyon, na França) e tornou-se o mais jovem a disputar a Liga.

É também o jogador mais novo a marcar um gol com a camisa do Anderlecht. Na quarta rodada do campeonato belga, em agosto do ano passado, fez um nos 2×0 sobre o Zulte Waregem.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo