Sem categoria

LC: Arsenal, com sorte, fica perto da vaga

No começo da fase de play-offs que definirá os últimos integrantes da fase de grupos da Liga dos Campeões, o Arsenal não teve dificuldades. Fora de casa, no Celtic Park de Glasgow, os Gunners venceram o Celtic por 2 a 0, e levarão a vantagem do empate para o jogo de volta, na próxima quarta, no Emirates Stadium de Londres.

O Stuttgart também ficou próximo da classificação, ao vencer o Timisoara, da Romênia, por 2 a 0, igualmente fora de casa. Mesmo caso do Olympiacos, da Grécia, que superou o moldavo Sheriff Tiraspol. Já Sporting e Fiorentina ficaram no 2 a 2, deixando a decisão para o jogo de volta, em Florença. E o Kobenhavn, da Dinamarca, fez 1 a 0 no APOEL, do Chipre.

Na Escócia, a sorte ajuda os Gunners

Num primeiro tempo mais truncado no Celtic Park, os anfitriões tentaram a jogada de ataque inicial, mas ninguém estava na área para aproveitar o cruzamento de Daniel Fox. O Arsenal respondeu aos 11 minutos: após troca de passes, Van Persie arriscou, próximo à área. A bola rebateu na zaga do Celtic e sobrou para Arshavin, que finalizou para as redes. O árbitro suíço Massimo Busacca, no entanto, anulou o gol, por impedimento do russo.

Van Persie protagonizou as duas jogadas seguintes do Arsenal, em busca do gol. Aos 19 minutos, o holandês cruzou para a segunda trave, mas a zaga do Celtic afastou. E, aos 33, lançado na esquerda, o atacante estava livre, mas seu compatriota Glenn Loovens conseguiu cortar a bola, antecipando-se. O Celtic respondeu aos 35, em escanteio cobrado por Fox. Porém, Almunia saiu bem do gol e defendeu.

No fim do primeiro tempo, o maior poder ofensivo dos Gunners criou mais chances. Aos 40 minutos, partindo com a bola dominada desde a intermediária, Arshavin chegou próximo à área e arriscou, mas Boruc conseguiu encaixar a bola e fazer a defesa.

E, aos 43, o placar foi aberto. Ao ameaçar cobrar falta, Van Persie abriu caminho para Cesc Fàbregas, que executou chute forte. William Gallas tentou abrir caminho, se abaixando, mas a bola bateu em suas costas, tirando as chances de defesa de Boruc e abrindo o placar para os Gunners.

Na volta para o segundo tempo, o Arsenal continuou criando mais chances para ampliar. Logo no primeiro minuto, Arshavin passou a Van Persie, e o holandês chutou rasteiro, à esquerda do gol de Boruc. No minuto seguinte, Denílson chegou à meia-lua, com a bola dominada, e bateu colocado, mas a bola saiu pela esquerda novamente.

Aos oito, Van Persie voltou a atacar, ao receber passe de Gallas e chutar, novamente à esquerda de Boruc. Porém, o placar seria ampliado somente aos 23 minutos, em novo lance de sorte para os Gunners: Abou Diaby, que entrara no lugar de Arshavin, veio pela esquerda e passou a Clichy, que cruzou rasteiro, pouco depois. Tentando cortar para escanteio, Gary Caldwell acabou desviando a bola para as redes de Boruc, fazendo 2 a 0.

Outros jogos: Stuttgart e Olympiacos perto da vaga

Duas vitórias por 2 a 0 colocaram o Stuttgart, da Alemanha, e o Olympiacos, da Grécia, mais perto da fase de grupos da LC. Enquanto os Roten venceram o Timisoara, da Romênia, o Olympiacos passaram no Sheriff Tiraspol, da Moldova.

A vitória do time germânico foi definida em dois minutos, ainda no primeiro tempo. Aos 28 minutos, o goleiro romeno Costel Pantilimon cometeu pênalti sobre o compatriota Ciprian Marica. Timo Gebhart abriu o placar para os visitantes. E, aos 30, em bonita jogada individual, o bielorrusso Aleksandr Hleb passou por toda a zaga e concluiu na saída de Pantilimon, fechando o placar.

Já o Olympiacos acabou vencendo a partida em Tiraspol apenas no segundo tempo. No minuto inicial da etapa complementar, o brasileiro Dudu Cearense abriu o placar para os helênicos. A vitória foi confirmada aos 36 minutos, quando Kostas Mitroglou, que entrara havia um minuto na vaga do brasileiro Diogo, fez 2 a 0.

No jogo mais empolgante do dia, em Lisboa, a Fiorentina abriu rapidamente o placar contra o Sporting, no estádio José Alvalade. Aos seis minutos do primeiro tempo, Gilardino passou, na esquerda, ao peruano Vargas, que, com um chute diagonal, balançou as redes de Rui Patrício.

Os Leões lisboetas só empataram no segundo tempo. Aos 13 minutos, após jogada confusa, a bola sobrou, na área, para o sérvio Simon Vukcevic, que tocou na saída de Sebastien Frey para o empate. Porém, Vukcevic deixou o Sporting com um homem a menos, ao ser expulso, por tirar a camisa na comemoração de seu gol e levar seu segundo cartão amarelo no jogo.

Mesmo assim, o Sporting virou a partida, aos 21 minutos, em chute de longe de Miguel Veloso. Mas, aos 34, a Viola conseguiu o empate. Em cruzamento de Gobbi, pela esquerda, a bola sobrou para Gilardino, que escorou para o gol e deixou a definição para a partida de volta, no estádio Artemio Franchi.

Finalmente, o Kobenhavn, da Dinamarca, fez o único gol do jogo contra o APOEL, do Chipre, no segundo tempo. Aos nove minutos, o lateral direito Zdenek Pospech balançou as redes, dando a vantagem aos Loverne para o jogo de volta.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo