Fica Joel?

Joel Santana não é um técnico do tipo que se valoiriza hoje em dia. É “antigo”, “folclórico”. Só que, em 2007, foi ele que deu resultado onde outros provavelmente não teriam dado.

Joel não é Fabio Capello, está longe de ser um “estrategista”. Os jogadores que tem à disposição, entretanto, estão longe de ter sido diplomados na Sorbonne. Ou seja: talvez um estilo simples, direto e reto funcione melhor com jogadores desse tipo.

A questão é: até onde chega um trabalho com base nisso?

Por outro lado, Mano Menezes goza de mais prestígio do que o colega carioca. E tem experiência (bem sucedida) em Libertadores. Nunca, entretanto, foi testado fora do Grêmio. Ainda mais no Flamengo, que tem outra cultura.

Nunca achei que fosse dizer isso, mas eu ficaria com o Joel. Que, me parece, é esperto a ponto de saber que, do ponto em que está, dificilmente subirá. Por isso, deve acertar com quem lhe fizer uma proposta melhorzinha.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo