Estádios Centenários

Muito se fala este ano no centenário do Corinthians ou do Vélez Sarsfield. Mas pouco, ou quase nada, é comentado a respeito dos 100 anos desde o primeiro jogo no Old Trafford, estádio do Manchester United. Pois é, no dia 19 de fevereiro de 1910, o Liverpool venceu os Red Devils por 4 a 3 no Teatro dos Sonhos, na primeira vez que a bola rolou naquele gramado.

Foi pensando nisso que a Trivela preparou um Top 10 diferente. Escolhemos 10 estádios centenários. Dentre eles, apenas dois — Victoria Ground e The Dell — já foram demolidos. Os oito restantes recebem partidas de futebol até hoje. Como não poderia ser diferente, todos os estádios centenários estão localizados na Inglaterra. Confira, então, um pouco das histórias seculares das arenas.

1º Stamford Bridge (1877)

É um dos estádios mais antigos do mundo ainda em atividade. Inaugurado em 1877, foi usado nas suas primeiras décadas para receber eventos de atletismo. O futebol passou a entrar no calendário do estádio com frequência em 1905, quando foi criado o Chelsea, dono do lugar até hoje.

Tem capacidade para pouco mais de 41 mil pessoas, a menor entre os estádios dos quatro maiores clubes da Inglaterra. No centenário dos Blues, em 2005, um museu foi construído no estádio. Na história do Chelsea, contada década por década no local, o Stamford Bridge está sempre presente.

2º Anfield (1884)

É a “Fortaleza” do Liverpool. Mas não foram os Reds que tiveram o gostinho de inaugurar o estádio, em 1884. O feito foi do rival Everton. E foi uma inauguração em grande estilo. Os Toffees venceram o Earlstown por 5 a 0. Mas, em 1892, o Everton deixou de mandar jogos no Anfield, foi para o Goodison Park e o Liverpool foi criado por um dos donos do estádio.

Atualmente, a capacidade do estádio é de 45 mil pessoas. Mas esse número deve mudar em breve, já que o Liverpool tem planos para construir uma nova arena, com disponibilidade para 60 mil torcedores.

3º Portman Road (1884)

O dono do estádio é o Ipswich, da segunda divisão inglesa. Até por isso, os grandes eventos relacionados ao Portman Road pouco tem a ver com os seus donos. No futebol, o amistoso entre Inglaterra e Croácia em 2003 é considerado um dos pontos altos da arena.

Mas shows também marcam a história do Portman Road, que já recebeu astros da música do calibre de Elton John, REM, Dire Straits e Red Hot Chilli Peppers. O estádio, de 1884, tem capacidade para 30 mil pessoas.

4º Goodison Park (1892)

Inaugurado em 1892, o estádio pertence desde então ao Everton, que deixou de jogar no Anfield e migrou para a recém-construída arena. Atualmente, o Goodison Park tem capacidade para pouco mais de 40 mil torcedores. Mas os fãs do Everton podem ter de trocar de arena mais uma vez em breve.

É que desde a década de 1990, o clube tem a intenção de mudar para outro estádio. Mesmo com algumas negações recentes da Football Association, o Everton ainda pretende construir uma nova arena para receber seus jogos. Para os brasileiros, o Goodison Park não traz boas recordações. Em 1966, a seleção jogou lá três vezes na Copa do Mundo. Foram duas derrotas, para Hungria e Portugal por 3 a 1, e uma vitória, sobre a Bulgária, por 2 a 0.

5º Villa Park (1897)

Desde 1897, quando foi inaugurado, o Villa Park é a casa do Aston Villa. Sua longevidade é provada por já ter recebido jogos da seleção inglesa em três séculos diferentes. O primeiro deles, em 1899. Mais recentemente, foi palco do English Team em 2005. Ao todo, a seleção nacional já atuou no estádio por 16 vezes.

Durante a Copa do Mundo de 1966, o estádio de 42 mil expectadores foi palco de três jogos. O Villa Park foi também pode se gabar de ser a arena que mais recebeu jogos pelas semifinais da FA Cup. Ao todo, foram 55 partidas.

6º City Ground (1898)

Inaugurado em 1898 e com capacidade para 30 mil pessoas, o City Ground sempre foi sede dos jogos do Nottingham Forest. Uma curiosidade sobre a localização da arena é que está menos de três quilômetros distante do Meadow Lane, estádio do rival Notts County. São as duas arenas mais próximas em toda a Inglaterra.

É mais um caso de estádio que pode ser desativado em pouco tempo. O Nottingham, desde 2007, mostra intenção de se mudar para uma arena maior, com capacidade para cerca de 40 mil pessoas. O objetivo é ser uma das sedes da Copa do Mundo de 2018, caso a Inglaterra seja eleita como anfitriã.

7ª St. Andrews (1906)

Foi construído e inaugurado em 1906, para substituir o Muntz Street, que já não tinha mais capacidade suficiente para receber os torcedores do Birmingham. Originalmente com 75 mil lugares, o St. Andrews hoje comporta até 30 mil fãs.

Durante a Segunda Guerra Mundial, o estádio foi atingido por bombas e teve partes incendiadas. Mas na década de 1950 passou por reformas que recuperaram os danos. Ao longo de sua história, também foi palco de partidas importantes de campeonatos de Rugby e de lutas de boxe.

8º Old Trafford (1910)

Palco de vários jogos importantes ao longo de sua história, o estádio do Manchester United completou 100 anos no último dia 19 de fevereiro. Na realidade, a construção foi encerrada em 1909, mas o primeiro jogo só aconteceu no início do ano seguinte. E a data não traz grandes lembranças para os Red Devils. Na estreia do estádio, o time da casa foi derrotado pelo rival Liverpool por 4 a 3.

Com pouco mais de 76 mil lugares, é o segundo maior estádio da Inglaterra, atrás apenas de Wembley. Foi apelidado de Teatro dos Sonhos por um dos maiores jogadores da história do Manchester United, Bobby Charlton. Também recebeu jogos da Copa do Mundo, em 1966, da Euro, em 1996 e a final da Champions League, em 2003.

9º- Victoria Ground (1878)

O Victoria Ground foi construído em 1878, para sediar partidas do Stoke City. Durante 119 anos ininterruptos a equipe mandou seus jogos no estádio, que foi demolido em 1997. A partir de então, os jogos do Stoke são realizados no Britannia Stadium.

Tanto na estreia da arena, em março de 1878, quanto na partida final, em maio de 1997, o Stoke saiu vitorioso. Os adversários foram, respectivamente, Talke Rangers e West Bromwich Albion.

10º – The Dell (1898)

De 1898 até 2001, o estádio The Dell foi casa do Southampton. Logo na partida inaugural, no dia três de setembro, a equipe da casa bateu o Brighton United por 4 a 1. Quase trinta anos depois da construção, uma reforma para ampliação e modernização do estádio foi feita.

Pouco tempo depois, porém, um cigarro causou um incêndio que destruiu a ala leste. Já com capacidade para 30 mil pessoas, mas uma fase difícil para The Dell aconteceu durante a Segunda Guerra Mundial, quando uma bomba caiu no estádio e criou uma cratera gigante. O estádio ainda funcionou até 2001, quando foi demolido. Na última partida no The Dell, mais uma vitória do Southampton.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo