Sem categoria

Domenech: 'Poderia ter sido um Materazzi'

Raymond Domenech manteve uma de suas principais especialidades: criar polêmicas. Em entrevista publicada na edição desta quinta-feira do jornal Le Parisien, o técnico dos Bleus afirmou que a partida contra a Itália, pelas eliminatórias da Eurocopa-08, não é assim tão importante como parece. Ele ainda reservou críticas a Materazzi, embora comente que ‘poderia ser como ele’.

“Sei com toda a convicção que o jogo mais importante não é contra Itália. O que conta são os contra Escócia, depois Ilhas Faroe e Lituânia, e talvez a Ucrânia no fim. Contra os italianos, já fizemos o máximo, pois tiramos três pontos deles. Tudo o que vier a mais será um bônus. A Itália não tirará pontos de nós. Por outro lado, será capital somarmos três pontos diante da Escócia, mas ninguém fala nisso. Ganhar das Ilhas Faroe é tão importante como da Itália”, afirmou.

As duas seleções, finalistas da última Copa do Mundo, já se enfrentaram nas eliminatórias da Euro-08. A França levou a melhor e ganhou por 3 a 1 no Stade de France. Quase um ano depois, os Bleus visitarão a Squadra Azzurra em San Siro, em 8 de setembro. Nem mesmo a garantia de casa cheia assusta Domenech.

“Adoro San Siro. Fico muito feliz por termos escapado do estádio Olímpico, em Roma, pois o público fica muito distante devido à pista de atletismo. Quero um jogo o mais próximo da realidade possível: 80 mil pessoas contra nós, que vaiam de todos os lados de forma excepcional. Nisso os grandes jogadores se sobressaem. O único tipo de preocupação fica por conta do árbitro. Sei que nossos jogadores podem ter um bom desempenho, mas o juiz não”, disse.

O técnico reservou um espaço para falar de Marco Materazzi, que disse que ‘o encararia nos olhos, sem baixar a cabeça’. “Ele não pode fazer o que diz. É impossível: Materazzi mede quase dois metros e eu tenho 1,76m. Para me olhar nos olhos, será necessário baixar a cabeça! Não entro nessa guerra. É do interesse dele, não meu. Poderia ter sido um Materazzi. Não se trata de insultar um adversário, mas sim provocar um jogador para que ele perca a paciência”, disse.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo