Deco: “O melhor time do Brasil é o Santos”

Deco tem muito menos fama e nome do que Ronaldinho Gaúcho, mas, sem dúvida, está sendo mais útil ao Fluminense do que o R10 ao Flamengo. Tem sido apontado como o termômetro de um time que venceu suas quatro primeiras partidas na Libertadores.

Para Deco, o Fluminense pode chegar longe, mas o melhor time do Brasil, ou pelo menos, o time brasileiro que mais o agrada é o Santos. Santos de Neymar, a quem considera bem próximo de Cristiano Ronaldo e de Messi.

Abaixo a entrevista.

Deco, por que o Fluminense cresceu tanto nesta temporada?

Com a chegada do Thiago Neves e o retorno do Wellington Nem, o time acabou se encaixando melhor que no ano passado. E seguiu com as mesmas opções que já tinha, como o Rafael Sóbis, o Rafael Moura. O clube já tinha um grupo bom e conseguiu ficar melhor ainda.

O Fluminense já conquistou a Taça Guanabara e lidera a Libertadores. Qual o limite para o Fluminense neste ano? O time pode ganhar tudo?

Não, o limite no mesmo momento que você está na competição você tem condições de vencer. Não é fácil, mas o importante é você ter condições. Enquanto tivermos um título em disputa, com certeza estaremos brigando por eles.

Atualmente qual é o melhor time do futebol brasileiro?

Gosto do Santos porque tem improviso, jogadores como Neymar e Ganso, além de um meio-campo muito forte. Não sei se é o time que tem jogadores de maior qualidade, mas pelo menos tem um grande jogador como o Neymar. O Corinthians é um time equilibrado. Também acho que o Fluminense e o Vasco estão neste nível.

No mundo, todos falam do Barcelona. O Barcelona é imbatível?

Eu não digo que é imbatível. Mas, se tiver em um dia 100%, com todos os jogadores bem, é muito difícil de perder.

Você está disputando sua segunda Libertadores. Já disputou muitas edições da Liga dos Campeões e ganhou duas. Qual a principal diferença entre a Champions League e a Libertadores?

Acho que a principal diferença é que o equilíbrio maior entre os times na Libertadores, são mais equipes com condições de conquistar o título.

O que acontece no vestiário do Chelsea quando um novo técnico assume a equipe?

É um clube complicado, porque conta com um dono que controla, que manda. Ele toma decisões que acha que precisam ser tomadas. Algo que é sempre mais complicado para os senadores do que em outros lugares.

Você jogou com o Messi, com o Cristiano Ronaldo e tem acompanhado o Neymar agora, aqui no futebol brasileiro. O Neymar está muito distante dos dois?

Eu acho que não está distante, são os três jogadores que mais encantam hoje. Claro que o Messi está em um nível diferente, se destacando em jogos importantes e muito difíceis. Mas não acho que ele esteja tão longe, pelo contrário. O Neymar, com a dificuldade que ele tem na América do Sul, consegue se equiparar, o Cristiano Ronaldo também.

Na Copa do Mundo de 2014, para quem você vai torcer, Brasil ou Portugal?

Eu torço para os dois. Tanto Brasil quanto Portugal precisam melhorar para chegar à Copa. E acredito que vão melhorar, são dois times que estão crescendo.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo