Da Intifada aos campos de futebol

Ainda longe de encontrar uma solução no campo político, o conflito entre Israel e Palestina ganhou um desdobramento dentro do futebol. Nada relacionado às seleções dos dois países, que não devem se enfrentar tão cedo. O motivo da nova rusga está na transferência de um jogador de um clube palestino para outro israelense.

Meia-atacante da seleção da Palestina, Ali Khatib defende o Jabal Al Mukaber, clube sediado na região leste de Jerusalém e que disputa a primeira divisão local. No entanto, o jogador de 22 anos passou por testes no Hapoel Haifa e, após impressionar o técnico Tal Banin, estaria pronto para assinar com os israelenses.

Segundo o técnico do Jabal Al Mukkaber, a transferência é “uma flagrante violação às regras da Fifa”. Samir Issa ainda afirmou que, há cinco dias, teria descoberto Khatib foi até Haifa por iniciativa própria: “Khatib é nosso jogador. Ele tem um contrato legal em andamento e não está disponível para acertar sua ida para qualquer outro time. Nós estamos pagando o seu salário. Ele é nosso jogador e não pode decidir quando quer sair”.

Do outro lado, o Hapoel Haifa informou que irá estudar o assunto. A eles, Khatib negou que tivesse contrato com qualquer outro clube e que estaria livre para a transferência. Seu registro, inclusive, estaria ligado ao Hapoel Shfaram, equipe israelense a qual o meia defendeu durante as divisões de base.

Por enquanto, uma possível solução para o imbróglio parece longe de ser alcançada. Não há relações oficiais entre as federações de Israel e Palestina, o que dificulta as conversas. O Jabal Al Mukaber já prometeu acionar a Fifa e o Tribunal Arbitral do Esporte para defender seus direitos. E a possível decisão das entidades pode até mesmo obrigar o estabelecimento de relações entre as federações, abrindo precedentes na diplomacia entre os dois países.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo