A vingança é uma taça

Não lembrava, mas Fluminense e Internacional decidiram a Copa do Brasil em 1992 (a data e o resultado eu lembrava) nas Laranjeiras, do lado da sede do governo estadual, onde residia o então governador gaúcho Leonel Brizola. Apenas 7.491 torcedores na primeira partida, para um estádio onde realmente não cabia muita coisa além disso. Duvido que Brizola não estivesse ali, assistindo de camarote, e secando o Colorado. Bem, no primeiro jogo deu certo: 2 a 1, gols de Vágner, o Tanque, e Ézio, o Super. 

Mas Caíco, que surgiu como grande revelação e tinha feito um golaço contra alguém (será que foi nessa partida?), fez o gol de honra nas Laranjeiras. No segundo jogo, a grande polêmica. Pinga (!!!) simulou um pênalti e CÉLIO SILVA bateu e fez o gol do título aos 43 minutos do segundo tempo. Festa para o delegado Antônio Lopes e um choro que dura até hoje pelo lado tricolor, que tinha como treinador Sérgio Cosme. Pode perguntar para os seus amigos tricolores: foi roubada a Copa do Brasil 1992 para o Inter?

E agora, 20 anos depois, com Abel, mas sem Wellington Nem, o Fluminense tem toda a chance de se vingar do Internacional. É o primeiro confronto de vinganças das oitavas da Libertadores. Vingança contra Caíco e contra José Aparecido de Oliveira, o árbitro daquela final, que tinha nomes como Bobô, Zé Teorodo, Vica e Silas.

Aliás, se o Flu passar, a revanche deve ser do Boca…

Ficha técnica: Internacional 1 x 0 Fluminense

Internacional

Fernandez, Célio Lino, Célio Silva, Pinga e Daniel Franco; Ricardo, Élson (Luciano) e Marquinhos; Maurício, Gérson (Nando) e Caíco. Técnico: Antônio Lopes.

Fluminense

Jerson, Zé Teodoro, Vica, Sandro (Carlinhos Itaberá), Souza e Lira; Pires, Bobô e Sérgio Manoel; Vágner e Ézio. Técnico: Sérgio Cosme.

Data: 13/12/1992
Local: Beira-Rio, Porto Alegre (RS)
Árbitro: : José Aparecido de Oliveira
Gol: Célio Silva (pênalti), aos 43 do 2º tempo;
Cartões Amarelos: Ézio, Sérgio Manoel, Souza e Marquinhos; Expulsão: Zé Teodoro.

A outra me interessa mais. Vasco e Lanús fizeram duelo épico nas oitavas de final da Sul-Americana de 2007. E os argentinos venceram por 2 a 0 e, em São Januário, caíram de 3, com direito a gol de Leandro Amaral no finalzinho. Na época, o atacante era ídolo da torcida, subiu nas grades, que não existem mais e foi ovacionado no estádio. Pouco depois, desembarcava nas Laranjeiras e era o início do fim da carreira.

Ficha técnica: Vasco 3 x 0 Lanús

Vasco

Silvio Luiz; Wagner Diniz, Luizão, Júlio Santos e Guilherme; Amaral, Andrade e Perdigão; Enílton (Leandro Bonfim), Marcelinho (Alan Kardec) e Leandro Amaral. Técnico: Celso Roth

Lanús

Bossio; Graieb (Jimenez), Ribonetto, Hoyos e Velásquez; Ledesma (Biglieri), Pelletieri, Fritzler, Valeri (Blanco) e Acosta; Sand. Técnico: Ramón Cabrero

Data: 26/09/2007 (quarta-feira)
Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: : Jorge Larrionda (URU)
Assistentes: Líber Prudente (URU) e Walter Rial (URU)
Cartões amarelos: Enílton, Marcelinho, Amaral, Wagner Diniz (VAS); Velásquez, Sand (LAN)
Gols: Leandro Amaral, aos 30 minutos do primeiro tempo; Wagner Diniz, aos 29 minutos, e Leandro Amaral aos 44 minutos do segundo tempo.

Mas o duelo que todo vascaíno deve estar esperando seria nas quartas de final. Vasco e Corinthians podem se rever em confronto decisivo. O Timão, que dessa vez só deve ter Leonardo Gaciba na cabine de transmissão, sempre leva vantagem em cima do time carioca. Na Copa do Brasil 2009, Gaciba não viu uma puxada violenta de camisa em Elton, hoje do Corinthinas, no primeiro jogo no Maracanã. O 1 a 1 e 0 a 0 levou os paulistas à final e ao título em cima do Inter. Outro 0 a 0, na final do Mundial, e a vitórias dos pênaltis, no Maracanã deram a conquista Mundial ao time do então treinador Oswaldo de Oliveira. Sem falar em outro empate, em 2 a 2, no Brasileiro de 2011, decisivo para o pentacampeonato corintiano.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo